Família denúncia descaso em enterro de vítima da Covid-19


Os parentes tiveram que fazer o enterro da vítima pois não tinha funcionários no cemitério
Uma família de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, procurou a produção da TV Cidade, para denunciar o descaso no enterro de um parente, vítima da Covid-19.
O vidraceiro Iran Almeida perdeu o pai, supostamente, para o novo Coronavírus, com a proibição de velório por causa da pandemia, a família teve uma surpresa desagradável na hora do enterro. Não tinha quem fizesse o enterro e os próprios familiares tiveram que enterrar o parente morto. O sepultamento ocorreu no cemitério público São José, em Maracanaú. O enterro aconteceu na última sexta-feira (24).
Descumprindo o protocolo de sepultamento de vítimas de Covid-19, no vídeo é possível perceber a falta de equipamentos de prevenção.
Iran Almeida relembra um trecho do diálogo que teve com o coveiro, onde ele teria denunciado a falta de condições de trabalho.
Em nota, a prefeitura de Maracanaú disse que irá apurar o caso, mas adianta que o serviço de sepultamento tem que ser completamente executado por profissionais do município, quando ocorrer nos Cemitérios Públicos Municipais.

Cnews

Postar um comentário

0 Comentários