Tirar proveito político não adianta. Só a vacina resolve o coronavírus e está a caminho




Todos os dias, o Brasil enterra mil cidadãos, que morrem em consequência do coronavírus. Outros 10 mil são curados. Cerca de 49 milhões de brasileiros foram contaminados e estão imunizados. São números expressivos, preocupantes.


No mundo da internet, o tema coronavírus é usado de forma criminosa, onde os alvos são gestores, gente que está salvando vidas. Os agentes públicos estão fazendo a opção correta, ao proteger idosos, mandar usar máscaras e evitar aglomerações. Não existe outra receita.

O preço a ser pago por muitos gestores será alto, caso a população passe a acreditar nas fake news produzidas por políticos, que querem chegar ao poder a qualquer custo. Caso cheguem lá, terão que cumprir os mesmos protocolos. Será que vão renunciar, quando a população e o eleitor descobrirem que estão fazendo o mesmo que os antecessores?

A fuga da realidade não cabe com o coronavírus ativo, contaminando, matando ou deixando sequelas nas vítimas que conseguem sair do hospital. Sugiro ouvir depoimentos dos que saíram da UTI, após sobreviver ao Covid-19. É impossível não se emocionar junto.

O jornalismo sério e de qualidade nos impõe fazer esse alerta. As mentiras contra pessoas que salvam vidas e se desgastam, todos os dias, não podem ser absorvidas pelo eleitor que chegar vivo à eleição ou ao dia da vacinação. Quem fez coisa errada será investigado. Aí, sim, será possível fazer o julgamento nas redes sociais.

As previsões otimistas remetem ao ano de 2021 a solução para o Covid-19. O remédio é a vacina. Não tem outra opção. Para a sociedade, resta o isolamento social, o uso da máscara e evitar aglomerações. Quando você, leitor, vir gente junta, tenha certeza: eles já foram contaminados e estão imunizados. Ninguém procura a própria morte.

Roberto Moreira

Postar um comentário

0 Comentários