Ceará recebe verba do Governo Federal para construção de cisternas em escolas para retorno das aulas



 


O Ceará é um dos estados beneficiados com uma verba da União para construção de cisternas escolares durante a pandemia de Covid-19. Ao todo, serão 795 equipamentos, com um investimento de R$ 11,4 milhões a ser repassado após o término das eleições municipais, em novembro.

A medida foi definida neste mês e integra às ações de combate ao novo coronavírus no retorno às aulas presenciais. As cidades cearenses contempladas serão definidas por meio de chamada pública realizada pelo estado do Ceará e submetida à União, informou o Ministério da Cidadania.

Os critérios de destinação são orientados pelo Censo Escolar 2018, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

No processo de retomada gradativa às atividades presenciais nas escolas, a macrorregião de Fortaleza é a mais adiantada. A partir de 1º de outubro, o retorno presencial para o ensino infantil da rede privada também será autorizado nas macrorregiões Norte, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe.

Se houver casos confirmados da doença nas instituições, a escola poderá ficar fechada por até 14 dias, segundo protocolo anexado no Diário Oficial do Estado de domingo (20).

Repasse

Em portaria publicada em 15 de setembro, o Governo Federal liberou um crédito extraordinário de R$ 264,8 milhões aos Ministérios da Cidadania e Educação para enfrentamento à pandemia. Destes, R$ 86,3 milhões serão usados para garantir o acesso à água em escolas públicas rurais nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

Em todo o País, a medida atende 6.500 escolas e visa a universalização da água nas instituições das regiões prioritárias.

Com informações do G1 Ceará.

Postar um comentário

0 Comentários