Clínica de Jijoca emite Nota sobre médico acusado de assédio moral e sexual





No último dia 18 de Setembro de 2020, a Clínica Júlia Alves foi informada através da assessoria da Emissora TV Cidade, através da produção do programa “190”, que o médico Francisco Rodrigues Filho (ortopedista) estaria sendo acusado por uma paciente, por um “suposto assédio sexual e moral”.

A matéria jornalística que veio ao ar na mesma data mostrado um vídeo do profissional citado.

A clínica também foi informada que a paciente denunciou o referido médico as autoridades policiais e, diante dos fatos, bem como em respeito a sociedade Jijoquense, inclusive aos pacientes de toda região, vem a público esclarecer o seguinte:


1) O referido médico ortopedista não é funcionário da Clínica Júlia Alves e sim, um locatário de uma das salas da empresa onde o mesmo exercia seus atendimentos, o que por si só garante responsabilidade exclusiva do autor do fato, conforme as Leis de nosso país.

2) Desde o momento em que a empresa tomou conhecimento do caso adotou as seguintes providências:

a) Rescindiu imediatamente o contrato de locação com o referido médico;

b) Informou o fato, de forma também imediata, às autoridades policiais conforme o boletim de ocorrência de nº , bem como comunicou também ao CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA, afim de colaborar com todas as autoridades, contribuindo assim com as investigações e, consequentemente com a possibilidade de denúncia do profissional junto às autoridades judiciais e administrativas, a fim de que a verdade dos fatos possam prevalecer.

Importante ressaltar que, a emissora vinculadora da eventual denúncia, desfrutando do direito de preservação da fonte, não informou o nome da suposta vítima demonstrando comportamento respeitoso, ético e moral exemplar.

Com o mesmo zelo, e em respeito aos pacientes e funcionários da clínica Julia Alves (todos filhos de nossa região) a TV Cidade se isentou, por cristalina justiça, de revelar o nome da clínica contatada pelo médico acusado de repudiante comportamento, uma vez que percebeu (juridicamente) ser o fato de responsabilidade penal exclusivo do suposta acusado, de modo que tal vinculação a Clínica Julia Alves, além de covardia, poderá acarretar além de injustiça, crime de calunia, difamação ou, injuria contra uma empresa de relevantes serviços prestados a sociedade Jijoquense.

No entanto, a Clínica Júlia Alves manifesta a intenção de ajudar a paciente no que for necessário, inclusive com acompanhamento psicológico durante o período que for necessário, mesmo sabendo que não corroborou ou contribui para comentimento algum do fato, bastando para tanto a paciente procurar nossa direção.

Reiteramos que Clinica Júlia Alves protocolou um Boletim de Ocorrência de número junto a Delegacia de Polícia Civil de Jijoca de Jericoacoara a fim de resguardar seus clientes, funcionários, bem como toda sociedade de Jijoca e que presta serviços de saúde ao município de Jijoca de Jericoacoara e região sem quaisquer mácula, obedecendo rigorosamente todos os padrões de regulamentação de funcionamento estabelecidos por todos os órgãos competentes.

Informamos ainda que a Clínica Júlia Alves tomou conhecimento de que o médico acusado, enviou a emissora TV Cidade o pedido de direito de resposta com uma devida nota de esclarecimentos, afirmando (segundo ele) que não cometeu qualquer tipo de abuso comprovando assim tudo que foi relatado até o presente momento, no que diz respeito a isenção da empresa.

A Clínica Júlia Alves informa ainda, que os fatos, juntamente com o boletim de ocorrência de número 78 -702/2020 , serão informados ao Conselho Regional de Medicina e que repudia todo e qualquer comportamento criminoso e, prezando pela integridade de seus pacientes, exige das autoridades competentes a rigorosa apuração da denúncia bem como, a punição do acusado se assim couber.

Clínica Júlia Alves lamenta o ocorrido reforçando seu incondicional apoio a paciente, esclarecendo que para tanto basta o contato da mesma com a direção.

Por fim, advertimos que toda e qualquer tentativa covarde de calúnia, injúria e difamação contra a Clínica Julia Alves, será repudiada e combatida judicialmente principalmente em respeito aos pais de família (todos filhos da região) que dependem de seus empregos para o sustento de suas famílias.




com informações Jornal Central de Noticias

Postar um comentário

0 Comentários