Criança faz ação e conscientiza turistas sobre uso de máscaras em Jericoacoara



Na companhia dos pais, a pequena Julya exibe cartazes com dizeres "Use Máscara" e "Proteja a Vila" nas principais ruas da cidade

Uma família que mora em Jericoacoara, no litoral oeste do Ceará, decidiu ir para as principais ruas do município com cartazes que levam mensagens de conscientização sobre a importância do uso de máscaras para evitar a transmissão do novo coronavírus. O movimento na vila de Jericoacoara aumentou bastante neste fim de semana, com a ocupação de 100% dos hotéis no feriado da Independência. Houve registro de aglomerações e desrespeito às medidas de distanciamento social.

A ideia de confeccionar os cartazes com dizeres "Use Máscara" e "Proteja a Vila" foi da pequena estudante Julya, de 10 anos. Ela filha da assistente administrativa Jhully Pessoa e do planejador financeiro César Conrado. 

"A gente mora aqui em Jericoacoara e durante os passeios pela cidade, minha filha ficou incomodada ao ver que ninguém usava máscara. Ela me perguntou se a gente poderia fazer um cartaz e colocar na frente da nossa casa. Eu disse para ela que poderíamos fazer melhor. A gente pode ir lá e mostrar para as pessoas, e assim fizemos. Toda semana, nos dias de grande movimento, a gente continua indo lá e levando esse cartaz", disse a mãe.
Ainda segundo ela, a iniciativa foi muito bem recebida nos primeiros dias em que foi realizada, em meados de agosto, quando a cidade começou a reabrir algumas atividades econômica e não registrava tanto fluxo de visitantes, contudo, diante da lotação registrada neste fim de semana, muitas pessoas deixaram de dar importância à ação organizada pela menina com a ajuda e o apoio dos pais. 

"Agora com o passar do tempo e a falta de fiscalização e sinalização, as pessoas estão se constrangendo pouco. Algumas dão joia. Outras dizem que o vírus não existe e questionam nossa ação. Meu marido então explica e dá as orientações sobre a importância do uso da máscara", explica Jhully.  

Apesar de algumas críticas, a pequena Julya não desiste de ir com a família para a Rua Principal, um dos locais onde são exibidos os cartazes. Mesmo acontecendo em menor números, cada nova adesão ao uso da máscara é comemorada pela menina.

"Como toda ação, duas pessoas pararam para expor sua indignação. Ouvimos e continuamos. Os olhos da minha filha brilham quando uma pessoa passa, olha para a gente e resolve colocar a máscara. Ela fala 'Mãe, isso dá certo", declara a mãe cheia de orgulho, garantindo que a filha vai continuar levando sua mensagem de conscientização.

Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários