Placas solares serão instaladas em escola de Morrinhos e outras 31 escolas públicas do Ceará até 2022


Um projeto pioneiro desenvolvido pela Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra) em parceria com a Secretaria da Educação (Seduc) prevê a aquisição, instalação e manutenção de sistemas de geração de energia solar em 32 escolas da rede pública estadual até 2022. Esta é a primeira iniciativa neste sentido voltada especificamente às escolas públicas da rede estadual cearense.

Foram seguidos critérios como maior consumo e retorno do investimento na escolha das instituições e 31 cidades de todas as regiões cearenses serão contempladas. Fortaleza possui duas escolas na lista: EEMF Doutor Gentil Barreira e EEFM Professor Aloysio Barros Leal.

Segundo o secretário da Infraestrutura do Ceará, Lúcio Gomes, o recurso investido deve retornar em economia em pouco mais de quatro anos. “É consenso que precisamos migrar a geração de energia elétrica para fontes sustentáveis no intuito de preservar o meio ambiente. Por isso foi criado o Fundo de Incentivo à Eficiência Energética e Geração Distribuída do Ceará (Fiee)”, explica.

Conforme o titular, o recurso foi criado para incentivar o desenvolvimento e financiamento da eficiência energética no Ceará. Gomes destaca, ainda, que o ambiente escolar é o cenário ideal para desenvolver uma nova perspectiva da geração de energia.

“Escolhemos essas escolas utilizando critérios técnicos em parceria com a Seduc porque entendemos que não haveria ambiente melhor para estimular essa mudança de cultura do que o ambiente escolar, por conta do seu poder transformador e multiplicador”.

O investimento previsto está na ordem dos R$ 9,1 milhões, oriundos do Fiee, que é gerido pela Seinfra. A expectativa é que módulos fotovoltaicos para geração de energia solar comecem a ser instalados ainda neste ano, com previsão de conclusão até 2022, seguindo o cronograma da Secretaria, que será elaborado conforme o processo de licitação, informou a assessoria.

Processo e investimento

Ontem (23), foi realizada a entrega das propostas dos interessados, que serão analisados juntamente com a Secretaria. Segundo a assessoria da Seinfra, o trâmite legal leva cerca de um mês. Somente após isso será montado o cronograma de serviço, detalhando quais instituições de ensino receberão primeiro as usinas.

O investimento na implantação dos sistemas reforça a política de geração de energia limpa no Estado, que prioriza as fontes renováveis. O modelo contribui com o meio ambiente e é mais barato em relação ao tradicional. Segundo a Seinfra, o Ceará é primeiro do Nordeste no ranking de geração de energia solar e também se destaca na geração distribuída – quando a energia é gerada pelo próprio consumidor, a partir de fontes renováveis.

Veja lista de escolas:

EEEP Gerardo José Dias de Loiola (Forquilha)
EEEP de Ocara (Ocara)
EEEP Paulo Barbosa Leite (Caririaçu)
EEM Doutor Andrade Furtado II (Quixeramobim)
EEM Prefeito Dario Campos Feijó (Martinópole)
EEM Maria José Magalhães (Morrinhos)
CEJA Professor Luiz Bezerra (Crateús)
EEEP Professor Sebastião Vasconcenlos Sobrinho (Tianguá)
EEMTI Vicente Antenor Ferreira Gomes (Miraíma)
EEM Maria Dolores Petrola (Arneiroz)
EEMF Doutor Gentil Barreira (Fortaleza)
EEMTI Tabelião José Ribeiro Guimarães (Pentecoste)
EEM Helenita Lopes Gurgel Valente (Fortim)
EEM Ana Noronha (Parambu)
EEFM Professor Aloysio Barros Leal (Fortaleza)
16º Centro Regional de Desenvolvimento da Educação (Iguatu)
EEM Professor Flávio Pontes (Maracanaú)
Coordenadoria Regional da Educação (Canindé)
EEMTI José Nilton Salvino Franco (Caridade)
EEM Maria Neusa Araújo Moura (Santa Quitéria)
Deputado Francisco Alves Sobrinho (Liceu de Acopiara)
EEEP Avelino Magalhães (Tabuleiro do Norte)
EEFM José Bezerra Menezes (Juazeiro do Norte)
EEFM Professor Luís Felipe (Sobral)
EEEP Leopoldina Gonçalves Quezado (Aurora)
EEEP Deputado José Maria Melo (Guaraciaba do Norte)
EEM Professor Gabriel Epifanio dos Reis (Icapuí)
EEEP Professor Plácido Aderaldo Castelo (Mombaça)
EEEP Valter Nunes de Alencar (Araripe)
EEEP Maria Violeta Arraes de Alencar Gervaiseau

Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários