Papa aceita pedido de renúncia de bispo de Itapipoca e nomeia outro religioso para seu lugar



 

O Papa Francisco nomeou o bispo auxiliar da arquidiocese de Fortaleza, dom Rosalvo Lima para a função de bispo da diocese de Itapipoca




A diocese de Itapipoca terá um novo bispo após o Papa Francisco ter aceito o pedido de renúncia do atual, dom Antônio Roberto Cavuto. O pedido foi feito no ano passado, por motivo de idade. Ao completar 75 anos, bispos, arcebispos e cardeais da igreja Católica têm a obrigação de apresentar renúncia ao papa. É a aposentadoria compulsória por idade, segundo norma do direito canônico.

Nesta quarta-feira (7), dom Rosalvo Cordeiro de Lima, que atualmente é auxiliar na arquidiocese de Fortaleza, foi nomeado bispo pelo Papa. A diocese de Itapipoca já definiu a data de posse para 5 dezembro em solenidade litúrgica a partir das 9 horas, na Catedral de Nossa Senhora das Mercês. Após a nomeação papal, corre o prazo máximo de 60 dias, para o bispo ser empossado, segundo o direito canônico.

Dom Rosalvo disse ter recebido com 'surpresa e alegria' a nomeação papal.

“Já falei com dom Antônio Cavuto e vamos sentar, conversar, para tomar pé da situação da Diocese e dar continuidade ao trabalho que ele vem realizando. Vamos realizar um trabalho conjunto, em comunhão com os padres, os dirigentes de pastorais”.

Para o novo bispo de Itapipoca, a nova missão representa “um desafio na caminhada da vida sacerdotal” e ressaltou o trabalho participativo mostrando que “somos irmãos, um colegiado, vamos trabalhar juntos porque não se faz nada sozinho”.

Prosseguimento

O bispo de Itapipoca dom Antônio Cavuto disse que espera que o novo pastor dê continuidade ao trabalho realizado pela diocese, segundo o plano definido de forma coletiva.

“Temos um projeto que dom Rosalvo já conhece, no aspecto pastoral e na conscientização de políticas públicas da promoção da vida”.

Ao se aproximar o tempo de entrega do cargo, dom Antônio pontuou que está "bem de saúde". "Vou trabalhar de outra forma, há muito serviço a ser feito”. Sobre o vínculo criado com os diocesanos nos últimos 15 anos de bispado, observou: “Eu me dediquei de corpo e alma à diocese e vou ficar com muita saudade porque fiz laços de amizade, afetividade, mas é a vida e temos de louvar a Deus pela caminhada”.  

A coordenadora diocesana da Pastoral da Comunicação (Pascom) da diocese de Itapipoca, Vanusa Linhares, disse esperar que o novo bispo dê continuidade às ações em andamento e destacou o trabalho social realizado por dom Antônio ao criar a Comissão de Justiça e Paz na diocese e lutar por políticas públicas em favor das famílias pobres. “É um bispo presente, que sonha com a gente e ajuda a realizar”, observou. “É um grande amigo de todos nós”.

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) cumprimentou dom Rosalvo pela nomeação e também prestou agradecimento a dom Roberto Cavuto pelos serviços prestados à frente do pastoreio na diocese de Itapipoca.    

Processo

A partir da nomeação de um novo bispo, o atual passa a ser administrador diocesano até a solenidade de posse, e depois recebe o título de bispo emérito, afastando-se totalmente das funções administrativas.

A regra do direito canônico, que obriga os bispos, arcebispos e cardeais a apresentar renúncia ao Papa ao completarem 75 anos, - e  que geralmente é aceita - não inclui os padres. No entanto, o costume recomenda que o sacerdote encaminhei carta ao bispo, que pode ao não aceitar a renúncia da função também por idade.

Biografia

Dom Rosalvo nasceu em 25 de janeiro de 1962, em União dos Palmares (AL). Cursou Filosofia no Seminário Sagrado Coração de Jesus, na cidade de Mogi das Cruzes (SP), e Teologia na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, na capital paulista.

Foi ordenado sacerdote no dia 1º de novembro de 1992, em Arujá (SP), diocese de Mogi das Cruzes. Em 2 de fevereiro de 2011, foi nomeado pelo Papa Bento XVI bispo auxiliar da arquidiocese de Fortaleza, cuja ordenação ocorreu em 25 de março daquele ano, em Mogi das Cruzes.

Emérito

Dom Antônio Cavuto, 76 anos, que passará a ser bispo emérito, assumiu a diocese de Itapipoca em 31 de julho de 2005. Aos 14 anos, ingressou no seminário dos frades franciscanos capuchinhos em Ouro Fino, Minas Gerais. Nasceu em Espírito Santo do Pinhal (SP). Foi ordenado em 24 de janeiro de 1971. Nomeado bispo de Itapipoca, foi ordenado em 2 de julho de 2005.

Dioceses

O Ceará tem oito dioceses com sedes nas seguintes cidades: Crato, Sobral, Limoeiro do Norte, Iguatu, Quixadá, Crateús, Tianguá e Itapipoca, além da Arquidiocese de Fortaleza. 

A diocese de Itapipoca foi criada em março de 1971 e instalada em agosto daquele ano. O primeiro bispo foi dom Paulo Eduardo de Andrade Ponte, que foi transferido e nomeado arcebispo de São Luís (MA) em 1984. Em maio de 1985 assumiu a diocese, o bispo dom Benedito Albuquerque (emérito). O atual, dom Antônio Cavuto, foi empossado em 2005 cujo pastoreio durou 15 anos. Agora está prevista para dezembro próximo a posse do quarto bispo, dom Rosalvo. 

São 18 municípios que integram a diocese de Itapipoca: Itapajé, Trairi, Amontada, Itarema, Pentecoste, Uruburetama, Tururu, Umirim, Paraipaba, Miraíma, Paracuru, Irauçuba, Tejuçuoca, São Luís do Curu, Apuiarés, Mundaú,  Itapipoca e General Sampaio. 


Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários