Polícia encerra vaquejada no interior do Ceará, após denúncia anônima





A Polícia Militar do Ceará (PMCE) encerrou uma vaquejada que estava sendo realizada na noite de sábado (7), no Sítio Jenipapeiro, distante cerca de 10 quilômetros da sede do município de Icó, no interior do Ceará. Os agentes tomaram conhecimento do evento após uma denúncia anônima.


Conforme a PM, durante a abordagem, o organizador da vaquejada informou aos agentes que vendeu cerca de 80 senhas para os participantes do evento. Diante do descumprimento das normas sanitárias, a polícia encerrou a vaquejada e o público foi dispersado.

Devido o atual decreto de combate à proliferação de Covid-19 no Estado, eventos e aglomerações estão proibidos no Ceará. Em Icó, já foram registrados 2.174 casos e 32 óbitos por Covid-19. A incidência da doença no município é de 3.196,2. Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), atualizada às 9h32. Já o Estado contabiliza 278.157 casos confirmados e 9.395 óbitos por Covid-19.

Outro município do interior também teve um evento encerrado pela polícia na sexta-feira (6). O caso ocorreu no distrito de São Félix, zona rural de Mauriti, quando a polícia encerrou uma festa com cerca de 300 pessoas em um estabelecimento comercial na cidade do Sul do Ceará. Na ocasião, o proprietário do local foi conduzido para a Delegacia Regional de Brejo Santo, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelos crimes previsto no artigo 268 do Código Penal, já que, conforme a PM, "desobedeceu ao Decreto 62, de 26 de outubro de 2020, referente as medidas de isolamento no município de Mauriti".

Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários