Ceará: aulas presenciais do Estado devem voltar em fevereiro de 2021





O Governo do Estado se prepara para começar o ano letivo de 2021, previsto para fevereiro, com aulas presenciais. A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, informa que a situação está sendo pensada com “esperança” e “determinação”. Mesmo assim, a gestora destaca que será preciso atividade não presencial. Com o Ceará como referência educacional para todo o País, Izolda pontua que há um diagnóstico a ser feito para mensurar as consequências na saúde escolar cearense com a suspensão das aulas desde março deste ano.

“Com certeza, será um acompanhamento muito customizado para saber a condição de cada aluno, de cada estudante, e poder apoiar a programação não presencial também”, reitera a vice-governadora sobre a finalidade do planejamento. A gestora garante ainda que todo o processo obedecerá as orientações sanitárias estabelecidas por decreto estadual e autoridades da saúde para evitar a proliferação do novo coronavírus.


Izolda participou na manhã desta quinta-feira, 10, de evento da Prefeitura de Fortaleza que premiou o desempenho satisfatório das escolas públicas municipais no Spaece 2019, diagnóstico estadual que avalia o aprendizado em português e matemática dos alunos. Na ocasião, a vice-governadora destacou o trabalho do prefeito Roberto Cláudio na condução da Cidade. Lembrou ainda que o Estado tem fortalecido a política de conectividade na rede estadual. A expectativa é de que já em fevereiro os alunos do 1º ano do Ensino Médio recebam os tablets anunciados pelo governador Camilo Santana. Nesta semana, começou a entrega de 347 mil chips aos alunos das instituições de ensino.

Para a rede municipal de Fortaleza, o ano letivo de 2021 começa em 28 de janeiro. A última aula de 2020 está prevista para 24 de dezembro. Conforme a Secretaria Municipal de Educação (SME), ainda não está definido o retorno das aulas presenciais. Por isso, até o momento, estão mantidas as atividades remotas.

Na rede particular, o presidente do Sindicato de Educação da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe-CE), Airton Oliveira, afirma que o retorno deve ser em 12 de janeiro com o modelo híbrido, que combina aulas remotas e presenciais. A data foi aprovada em assembleia do Sindicato.


O Povo

Postar um comentário

0 Comentários