Chloé Calmon e Carlos Bahia sagram-se campeões brasileiros de Longboard em Jeri



 

A carioca Chloé Calmon fez valer seu favoritismo e foi festejada ao conquistar o título em Jeri




Campeonato Brasileiro de Longboard, disputado entre os dias 10 e 13 na praia de Jericoacoara (CE), definiu os nomes dos Campeões Brasileiros tanto entre os amadores quanto os profissionais. 

No mais importante dia da competição, o sábado, os atletas da categoria Profissional deram um verdadeiro show do mais alto nível de longboard para os presentes. Com o swell perdendo pressão a organização da competição optou por antecipar o cronograma e finalizar as duas principais categorias do campeonato ainda no sábado. O resultado disso foi muita emoção em um final de tarde inesquecível com o sol se pondo no mar e o Brasil conhecendo seus campeões profissionais da modalidade.

A primeira final a entrar na água foi a feminina com a carioca Chloé Calmon dominando a bateria e mostrando que em termos de longboard, ela é o nome a ser batido. Chloé abusou do estilo e técnica na última e mais importante bateria, para arrancar os maiores scores dos árbitros, incluindo um 9.25 e sair de Jeri com o troféu de campeã pelo segundo ano consecutivo. Chloé foi carregada nos braços da torcida aos gritos de “Rainha de Jeri”. 

“Jericoacoara, para um, é um lugar muito especial. As ondas, as pessoas, os visuais paradisíacos, tudo é perfeito. Estou muito feliz de ter vencido novamente aqui... E gostaria de parabenizar ao Bibita por ter conseguido realizar esse evento incrível em um ano tão estranho para o esporte mundial. Para nós atletas foi um sopro de esperança em meio ao caos”, declarou a campeã. 

Na segunda colocação ficou a potiguar Marina Carbonel, que apesar de ter anotado o maior somatório da competição no Round 1 (19.50 de 20 pontos possíveis), não conseguiu repetir o feito na final terminando o evento como Vice-Campeã Brasileira de Longboard Profissional 2020. Na terceira colocação tivemos a pernambucana Atalanta Batista, que surfou muito para conquistar um merecido lugar no pódio e na quarta colocação ficou a carioca Jasmim Avelino.

Entre os homens o grande campeão foi Carlos Bahia-SP. Mas, ele não teve vida fácil. Com a torcida local empurrando os atletas Antônio Victor e Yam Wisman e com o capixaba Alexandre Escobar determinado a conquistar seu primeiro título nacional na profissional, a disputa foi acirradíssima e marcada pelo equilíbrio. Contudo, apesar do profundo conhecimento dos atletas locais Vitinho e Yam e da determinação de Escobar, Carlos Bahia conquistou o Título de Campeão Brasileiro de Longboard Profissional, o terceiro de sua carreira:

“Estou muito feliz e emocionado! Esse ano foi muito difícil e dei o meu melhor nesse evento. É o terceiro ano que venho para Jeri e durante esse tempo estudei as condições dessa onda para junto com meu shape desenvolver pranchas específicas para Jeri. Deu certo e agora é só agradecer a Deus, minha família, meus patrocinadores e ao Bibita, que conseguiu realizar um evento fantástico no ano mais louco para o esporte mundial”, declarou Bahia.

Em segundo ficou Vitinho, que lutou até o último segundo de bateria buscando a virada e mesmo não conseguindo a nota que precisava para vencer, comemorou muito o título de Vice-Campeão Brasileiro de Longboard Profissional 2020. Em terceiro ficou Alexandre Escobar-SC e em quarto Yam Wisman, que com apenas 17 anos, saiu do evento como a grande revelação nacional no longboard Profissional.

Categorias Amadoras

No domingo, todas as categorias amadoras definiram seus campeões brasileiros. Confira todos os resultados começando pelos veteranos da Master 35+, seguidos pela Junior Sub 18, Super Legend 55+, Legend 50 +, Grand-Legend 60+, Open Feminino e Open Masculino. Confira todos os resultados.


Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários