Ceará vai iniciar com Airbnb projeto de hotelaria comunitária em Icaraí de Amontada



 

Partindo de Icaraí de Amontada, o projeto poderá ganhar corpo e se expandir por toda a orla do Estado, de acordo com o secretário do Turismo, Arialdo Pinho. Há também pretensão de implantar esse formato em Jericoacoara



A Secretaria do Turismo do Ceará vai iniciar um projeto de hotelaria comunitária com o Airbnb, Adece, Banco do Nordeste e Sebrae. A localidade inicialmente escolhida é a praia de Icaraí de Amontada, na comunidade de Moitas. A ideia é desenvolver pequenas localidades e evitar que as regiões sejam engolidas pela especulação imobiliária.

O titular da Setur, Arialdo Pinho, afirma que  a previsão inicial de lançamento era abril 2020, mas por conta da pandemia, teve de ser adiado. Agora, os diálogos com as comunidades devem ser retomados.

Ele detalha que não serão construídos hotéis ou resorts nas regiões, mas haverá uma série de reformas para deixar as casas dos moradores em conformidade com padrões de hospedagem.

“Com a casa da pessoa, construiremos dois cômodos. Reformamos a parte da frente. Podemos até levantar um ou dois apartamentos, mas o ideal é ampliarmos as residências. O morador que optar pelo projeto, vai ficar pagando uma parcela quase sem juros”, detalhou. Nesse aspecto, entraria o BNB ou Adece na questão do financiamento.

O Sebrae será responsável pelo treinamento dos anfitriões. “Vamos ensinar a dona de casa como receber os visitantes e detalhar o tipo de colchão, lençóis, travesseiros e outros aspectos para deixar o ambiente confortável”, ressaltou o secretário. Para fomentar os negócios na internet, os imóveis entrarão na plataforma de hospedagem Aibrnb.

Litoral cearense

Partindo de Icaraí de Amontada, o projeto poderá ganhar corpo e se expandir por toda a orla do Estado. “A gente quer  fazer 100 unidades em todo o litoral cearense”, destacou Arialdo, citando que há pretensão de implantar esse formato de hotelaria em Jericoacoara.

Mas para que dê certo, é importante pensar na questão da viabilidade. “Nossa proposta é fazer de acordo com que isso for rentável. Não adianta distribuir 1.000 unidades e não ter cliente. Pode se tornar grande ao longo dos anos”, pontua.

Novas obras

Mesmo com a pandemia, a construção de novos estabelecimentos hoteleiros no Ceará não parou. Segundo Arialdo, 40 novas pousadas estão sendo edificadas. “Nesse período (de pandemia), não fizemos nenhuma propaganda de destino turístico. As obras não pararam.  Apesar dos desafios, nosso Estado seguirá atraindo cada vez mais turistas”, finalizou o secretário Arialdo Pinho.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários