Chefe de facção baiana é preso em casa de luxo no interior do Ceará





Mais um “barão” do tráfico termina preso no Ceará. Desta vez, um bandido caçado pela Polícia e Justiça da Bahia foi localizado pelas autoridades locais na cidade de Iguatu, na Região Centro-Sul  (a 414Km de Fortaleza). Apontado como envolvido em cerca de 200 assassinatos naquele estado, Robson de Jesus, o “Robson Luxúria”, tinha uma vida de luxo. Na Bahia, comandava uma facção intitulada “Comando Bala Voa” ou CBV.

O bandido foi capturado na tarde desta terça-feira numa operação conjunta de policiais civis da Delegacia Regional de Iguatu e patrulhas do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi) e do Comando Tático Rural (Cotar), ambos pertencentes ao Comando de Policiamento de Choque (CPChoque).  Após a fuga da Bahia, onde esteve recolhido na Penitenciária Lemos de Brito, em Salvador, ele veio se esconder no interior cearense juntamente com a família, usando documentos falsos.

De acordo com a Polícia baiana, “Robson Luxúria” comandava a sua facção no bairro Luís Eduardo Magalhães e, nos últimos meses, ordenou a morte de vários inimigos, além de ter participado pessoalmente de alguns dos assassinatos.  Percebendo que o cerco policial estava se fechando à sua volta, ele fugiu da Bahia e veio parar no Interior do Ceará. Estava moando numa casa luxuosa, com piscina, na periferia de Iguatu, procurando não levantar suspeitas sobre sua verdadeira identidade e sua vida criminosa.



Procurado

Na casa onde o bandido foi preso na tarde de ontem, juntamente com a esposa, os policiais cearenses apreenderam cerca de R$ 10 mil em espécie, vários relógios de ouro de grandes marcas, outras joias, cartões bancários, documentos falsos e até uma adaga (arma branca).

De acordo com as autoridades, contra “Robson Luxúria” existe, ao menos, três mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça da Bahia.

Ainda ontem, autoridades da Segurança Pública do Ceará comunicaram à Polícia baiana a captura do foragido.


CN7

Postar um comentário

0 Comentários