ET de Varginha: Caso completa 25 anos





Em janeiro de 1996, portanto há 25 anos, a cidade de Varginha, na região sul de Minas Gerais, vivenciou um fato inusitado que deixou os moradores assustados. Os habitantes foram surpreendidos pelo relato de duas irmãs que acreditavam terem visto um ser extraterrestre. À época, as jovens acionaram a Polícia Militar após passarem por um lote vago e avistarem uma estranha criatura que, segundo elas, não era humana e tinha feições peculiares, como olhos vermelhos e três chifres no alto da cabeça.



O caso, que ficou conhecido como "O ET de Varginha", rapidamente ganhou repercussão nacional e mobilizou diversas autoridades, inclusive as Forças Armadas. Várias versões sobre o acontecimento surgiram na mídia. Algumas pessoas chegaram a relatar à imprensa que a criatura foi localizada e capturada pelo exército. Outros moradores da cidade, apesar de perplexos, não acreditaram no relato da jovem e afirmaram que o "ET" jamais existiu.

Para o ufólogo Ademar Gevaerd, editor da revista UFO, especializada em fenômenos ufológicos, o extraterrestre de Varginha é o caso mais importante do tipo ocorrido no Brasil: "Sem dúvida, é o acontecimento ufológico de maior destaque no país, e também o mais pesquisado. Além disso, o caso de Varginha é o maior segredo militar do exército", disse ele em entrevista à Encontro em 2016, quando o caso completou 20 anos.

Durante o processo de investigação do "incidente" no sul de Minas, outros fatos alimentaram, ainda mais, o imaginário popular. O policial militar Marco Eli Chereze, uma das pessoas que, possivelmente, teve contato com a criatura, morreu alguns dias depois, fazendo surgir várias teorias conspiratórias. Uma delas, diz que ele teria sido contaminado pelo "ET".

O fenômeno ufológico de Varginha completa 25 anos intrigando a população brasileira e estudiosos do mundo todo. Mesmo depois de tanto tempo, há muitas especulações e nenhuma conclusão sobre a possibilidade de a cidade mineira ter sido visitada por um ser extraterrestre.

E você, o que acha do caso? Deixe seu comentário!

 

Encontro BH

Postar um comentário

0 Comentários