Guanabara assume operação rodoviária intermunicipal para Jericoacoara





Com o encerramento do contrato da Frectar com a Arce, quem responde pela linha em caráter emergencial é a Guanabara. A empresa, inclusive, já planeja interligar a Rota das Emoções



Um dos destinos turísticos mais importantes do Ceará, O polo de Jijoca de Jericoacoara recebe visitantes, em sua maioria, por ligação feita através de ônibus intermunicipais.

Com o encerramento do contrato da empresa Frectar com a Arce, quem passa a assumir a linha em caráter emergencial é a Guanabara.

“A Guanabara foi convocada pela agência reguladora (Arce) para assumir após a saída da empresa anterior. Seguiremos com uma frota nova e moderna, além de todos os cuidados sanitários para os clientes”, destacou o gerente de Marketing da companhia, Rodrigo Montalverne. Segundo ele, a operação pode ocorrer por um prazo de até seis meses. “Depois disso, o Governo irá realizar uma licitação”, pontua.

A Guanabara ainda vai assumir a operação de mais de 15 cidades, entre elas  Marco, Cruz, Acaraú, Morrinhos, Itapipoca e Granja. “Camocim, que já fazemos a rota, receberá um reforço”, avalia.



Rota das Emoções
A Rota das Emoções, que engloba Jericoacoara, Delta do Parnaíba (Piauí) e Lençóis Maranhenses, também está nos planos da Guanabara.

“Vamos lançar esse circuito. O turista poderá conhecer as praias e as demais belezas das regiões. Faremos também campanhas a nível Nordeste e Centro-Oeste divulgando Jeri e a própria Rota das Emoções”, pontua.

A expectativa é que os ônibus, em Fortaleza, saiam da Beira Mar e do aeroporto da Capital cearense.

Lote 5
O Ceará é dividido em lotes intermunicipais na operação rodoviária. A Fretcar, que operava os destinos recém-assumidos pela Guanabara no Lote 5, não teve o contrato renovado no ano passado pelo conselho diretor da Arce. Esse, em específico, é composto por 21 municípios.

“Nossa operação vai contemplar todo o Lote 5, não somente Jijoca. Serão em torno de 20 partidas diárias”, finaliza o gerente de Marketing da Guanabara.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários