Flamengo vence o Inter e fica a um passo do título



 


A história volta a se repetir. Assim como em 2009, o Flamengo assumiu a liderança pela primeira vez na penúltima rodada e depende apenas de si para ser octacampeão. Tudo graças à dura vitória de virada por 2 a 1 sobre o Internacional no Maracanã, com um a mais durante quase todo o segundo tempo, o que fez a diferença. Arrascaeta e Gabigol foram os heróis, com Edenilson abrindo o placar no confronto direto.Agora, o Rubro-Negro precisa vencer o São Paulo no Morumbi para levar o título, enquanto o Colorado tem que bater o Corinthians no Beira-Rio e torcer por um tropeço do novo líder.

Flamengo bateu o Inter por 2 a 1 no MaracanãReginaldo Pimenta / Agencia O DiaNo início do duelo entre times com características tão diferentes, o Inter conseguiu fazer valer o seu estilo de muita marcação e saída em velocidade, enquanto o Flamengo não impôs sua intensidade nem foi agressivo no ataque. E assim, o Colorado chegou com perigo aos 8 minutos, quando Gustavo Henrique cometeu pênalti bobo em Yuri Alberto. Edenilson cobrou aos 11 e abriu o placar, que daria o título aos gaúchos.

Mesmo em casa, o Flamengo parecia sentir a forte marcação adversária e era lento. Tanto que, logo depois, o Internacional, em novo contra-ataque, chegou com perigo, com Yuri Alberto. Somente após os 15 minutos o Rubro-Negro começou a se soltar, comandado por Gerson, e o Colorado recuou demais, sem conseguir sair.


Até que o Flamengo enfim achou espaço quando acelerou. Filipe Luís lançou Bruno Henrique, que passou por Rodinei e cruzou para Arrascaeta empatar, aos 28. O jogo mudou e o Rubro-Negro passou a tomar conta das ações. Entretanto, sem criatividade, pouco assustou, ao contrário do Internacional, que mandou uma bola na trave com Rodinei, aos 42, após desvio de Gustavo Henrique.

O jogo equilibrado só poderia ser definido em um lance decisivo, que aconteceu logo aos 4 minutos do segundo tempo. E justamente com Rodinei, que só estava em campo porque um torcedor colorado pagou a multa de R$ 1 milhão que o Internacional tinha que dar ao Flamengo, que o emprestou, para escalá-lo. Com a ajuda do VAR, a arbitragem deu o cartão vermelho exagerado ao lateral por um pisão sem querer em Filipe Luís.Com um a mais, o Flamengo foi com tudo em busca da vitória.

Rogério Ceni tirou Isla e colocou Pedro e depois fez outras mudanças que desfiguraram o time. Ainda assim, o Rubro-Negro pressionou até que conseguiu a virada aos 17, em grande lance coletivo desde a defesa, finalizada com um lançamento perfeito de Arrascaeta para Gabigol voltar a ser decisivo. Foi o sexto gol do atacante nos últimos seis jogos. O Internacional, que fazia boa partida, sofreu um baque e buscou desesperadamente o empate mesmo com um a menos. Entretanto, deu muitos espaços na defesa, que o Flamengo, desorganizado e jogando mal, não soube aproveitar. Pedro até marcou duas vezes, mas estava impedido em uma e a arbitragem anulou com a ajuda do VAR, numa falta inexistente. No fim de um jogo com muita tensão, o Internacional tentou pressionar, mas foi o Flamengo quem ficou mais perto do terceiro gol, mas Bruno Henrique, sozinho, isolou.

(*)com informação do ODia

Postar um comentário

0 Comentários