Cloroquina e ivermectina poderão ter protocolo do Ministério da Saúde para tratamento de COVID





O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira, 23, que o ministério está trabalhando para publicar protocolos para o uso de medicamentos no tratamento da COVID-19, entre os quais a cloroquina e a ivermectina.

Em entrevista ao jornal O Globo, publicada nesta sexta, Queiroga disse que irá submeter à Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia no SUS (Conitec) a análise de todos os fármacos que se usam no tratamento da COVID-19, “qualificando a evidência científica que há em relação a cada um deles”, disse.

“Protocolo que vai ser feito não só sobre medicamentos mas sobretudo, com todos os tipos de tratamentos. Vamos lançar em breve”, disse o ministro.

Governadores distribuem medicamentos
Desde o ano passado, a distribuição de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina, ivermectina vem sendo defendida por alguns governadores do País.

Ainda no primeiro semestre de 2020, o governador de São Paulo, João Doria, disse que foi o médico David Uip, coordenador do comitê de Saúde de São Paulo, que recomendou ao então ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que distribuísse a cloroquina na rede pública do país.

Outros governadores, como Helder Barbalho, do Pará, e Flávio Dino, governador do Maranhão, também defenderam a distribuição dos medicamentos utilizados no tratamento precoce da COVID-19.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários