Covid: Cidades do CE impedidas de receber novas doses de vacina se justificam





Prefeituras de cidades cearenses que não receberiam novas doses de vacinas contra a Covid-19 por não atingirem a meta de 85% de vacinação na primeira fase se manifestaram sobre a medida. A retenção das doses, que seriam enviadas já nesta sexta-feira (2) aos 37 municípios que estão na lista, se deu após uma determinação do Tribunal Regional Federal (TRF-5), publicada no dia 21 de março. A decisão foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).


As vacinas retidas são as direcionadas para primeira dose. As de segunda dose continuaram sendo enviadas pelo governo do estado.


Nesta quinta-feira (1º), o Ceará recebeu mais de 370 mil doses de vacinas, o maior lote desde o início da distribuição dos imunizantes. Conforme a Sesa, à medida que os municípios fossem alcançando a meta estabelecida pelo TRF-5, receberiam as doses retidas por decisão da Justiça. Algumas cidades, no entanto, justificam afirmando que houve uma falha na atualização do Vacinômetro, onde consta o número de vacinados de cada cidade. Por isso a meta de 85% dos vacinados não teria sido alcançada.


O Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems) afirmou em nota que a decisão judicial desconsiderou fatores como estrutura técnica e região geográfica, problemas enfrentados por diversas cidades do Ceará.


"A suspensão do recebimento das doses de última hora, sem dialogar com os municípios sobre seus indicadores de doses aplicadas, não colabora com nosso esforço coletivo de vacinação em massa para sairmos da situação em que nos encontramos", disse o conselho.


A Sesa, por sua vez, alegou que estabeleceu canais de comunicação com os 184 municípios cearenses, exclusivos para fins de vacinação contra a Covid-19, onde são tratados, desde janeiro de 2021, detalhes de logística de entrega e do monitoramento das aplicações. Todos os dados detalhados por municípios são atualizados diariamente no Vacinômetro do site da Sesa.



Veja as respostas de algumas das prefeituras:


Jijoca de Jericoacoara

Em nota, a Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara afirmou que nos últimos dias realizou diversas ações de vacinação contra a Covid-19 na sede e em todas as localidades do município. A prefeitura também alega já ter iniciado a segunda fase do plano de vacinação com idosos acima de 65 anos.

"O fato é que a cada vacina, o sistema tem que ser alimentado com as informações, que infelizmente, por oscilação do sistema, só foi possível encaminhar todos os registros nesta quinta-feira (1º), ocasionando assim a retenção das vacinas que seriam recebidas neste dia 1º de abril", disse a prefeitura, em nota.

Amontada


A Prefeitura de Amontada, através da Secretaria Municipal de Saúde, também esclareceu sobre a distribuição de doses. A cidade afirma estar realizando ações de vacinação contra a Covid-19 na sede e nas localidades, e que também já iniciou a segunda fase de vacinação.


"É importante orientar que o sistema de registros das vacinas aplicadas contabilizam os dados até às 12h. A equipe dos postos de vacinação das localidades chegaram ontem, 1º de abril, a sede após o horário limite do sistema, não podendo mais registrar para a data. Diante disso, os dados de Amontada foram contabilizados em 2 de abril, atingindo a meta", disse a prefeitura.

A cidade também alega, em nota, ter sido informada que receberá 1.600 doses de vacinas neste sábado (3).

Coreaú

A cidade de Coreaú, por sua vez, afirmou que a meta estabelecida para vacinação "está sendo estabelecida com êxito e que em nenhum momento o município será prejudicado com falta de vacinas, pois profissionais de saúde trabalham diuturnamente de forma a garantir a eficácia do processo".

Barro

O Governo Municipal de Barro, através da Secretaria de Saúde, esclareceu que tem realizado diversas ações para vacinação no município, como o drive-thru, "que acelerou consideravelmente esse processo". A cidade afirma que na última terça-feira, vacinou 552 idosos em um único dia.


"Esclarecemos que após a vacinação, todos os dados são submetidos a uma nova checagem. São consolidados e só então lançados nos sistemas oficiais do estado e do Ministério da Saúde".

Santana do Acaraú

A cidade de Santana do Acaraú também se manifestou sobre o caso. Em nota, a Prefeitura afirmou que, em tempo recorde, atualizou seus dados referentes à primeira dose, atingindo, assim, a meta para continuar as ações de imunização da população.

De acordo com o secretário da Saúde, Albert Claudino Araújo, a cobertura vacinal do município atende todos os requisitos legais para continuar recebendo novos lotes da vacina para a Covid-19.

Juazeiro do Norte

A Prefeitura de Juazeiro do Norte afirmou em nota que já atingiu a meta de vacinação da primeira fase e que o impedimento ocorreu devido a um atraso na atualização do Vacinômetro. O município afirma ter recebido 10.640 novas doses da vacina contra a Covid-19 nesta sexta-feira (2).

Araripe

A Secretaria da Saúde do município garante que já atingiu a meta de vacinação de idosos com mais de 75 anos. "Estamos com a meta atendida de 141%, até mais do que a meta de 85%", disse a secretária Clara Saionara.

Maracanaú

A Prefeitura de Maracanaú confirmou a retenção de 500 doses da vacina destinadas à faixa etária de 65 a 69 anos, mas que a cidade iniciou nesta sexta a vacinação para esse público, com 307 doses aplicadas. A estimativa é que a cidade alcance somente neste domingo (4) a aplicação de todas as 2.310 doses enviadas pela Sesa para esta faixa etária, com mais 796 imunizações já programadas.

Caucaia

Também em nota, o município de Caucaia, na Grande Fortaleza, afirmou que vinha se mantendo dentro da meta, porém, com a chegada de novas doses, foi necessário "um recálculo de nossas metas, o que impactou em nossa proficiência. Vale ressaltar que a decisão diz respeito somente às faixas etárias as quais a meta não foi cumprida, ou seja, 600 doses".

Conforme a prefeitura, o resultado geral pode ter sido comprometido ainda por erros de cálculo no envio das doses.

Massapê, Catunda e Uruoca

Em comunicado assinado pela superintendente regional de Saúde de Sobral, Mônica Sousa Lima, é afirmado que as cidades de Massapê, Catunda, Uruoca e Santana do Acaraú aparecem na lista porque o preenchimento do formulário no dia 1º de abril, indicando as doses aplicadas nas cidades, foi "realizada após o período preconizado".


G1

Postar um comentário

0 Comentários