Caixa libera saque da 2ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em maio




 

A Caixa Econômica Federal libera, a partir desta terça-feira (8), o saque em espécie da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 para beneficiários nascidos em janeiro, que não estão inscritos no Bolsa Família.


A ordem de liberação obedece o mês de nascimento do trabalhador. A cada dia há novas autorizações para saques em dinheiro, com exceção de sábados e domingos.

COMO FAZER A OPERAÇÃO

A conta digital da Caixa não tem cartão, por isso o beneficiário deve usar o aplicativo Caixa tem para liberar o código de resgate do dinheiro, assim como em 2020. Veja o passo a passo abaixo:

Acesse o aplicativo Caixa Tem no seu celular;

Selecione a opção "Saque sem Cartão";
Clique em "Entrar";

Escolha a opção "Saque Auxílio Emergencial";

Clique em "Gerar Código para Saque";

Digite a senha para acesso ao Caixa Tem;
Nesse momento, será gerado um código autorizador para o saque nos caixas eletrônicos e nas casas lotéricas. Anote o número;

No caixa eletrônico, digite o código autorizador no campo específico; ou na lotérica, informe o número para o atendente.

Vale lembrar que será preciso informar o código autorizador emitido pelo aplicativo Caixa Tem para fazer o saque. Ele terá validade de 2 horas. Se expirar, pode ser gerado novamente.

HORÁRIO DAS AGÊNCIAS

As agências da Caixa abrem das 8h às 13h, de segunda a sexta-feira. Para sacar o auxílio emergencial não é necessário ir à agência durante o horário do expediente, tendo em vista que o saque pode ser feito no caixa eletrônico. Por isso, é importante que o beneficiário opte por horários alternativos e evite filas.

TRANSFERÊNCIA PARA OUTRA CONTA

Na mesma data em que o saque é liberado, o beneficiário também poderá transferir o valor para outra conta bancária pelo Caixa Tem, utilizando o TED, DOC ou Pix). A outra conta pode ser de qualquer banco e estar no nome de outra pessoa.

A transferência é feita pelo aplicativo Caixa Tem, sem o pagamento de tarifa, e o procedimento é concluído em até 24 horas.

Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários