Decreto libera aulas presenciais no ensino superior no Ceará



 


A partir de segunda-feira, 28, faculdades e universidades cearenses poderão retomar as aulas presenciais, oferecendo a opção do ensino remoto para os estudantes. As feiras livres no Estado também foram liberadas. As mudanças no decreto estadual para combate da pandemia de Covid-19 foram anunciadas pelo governador Camilo Santana (PT), ao lado do secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Cabeto.

O Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia se reuniu na manhã desta sexta-feira, 25, para discutir as novas medidas. Pela redução dos índices no Cariri, a região passa a seguir as mesmas regras que as demais regiões do Estado. A partir de agora, os decretos terão validade por duas semanas.

O secretário apontou que a positividade dos exames caiu, inclusive no Cariri, que estava em alta há algumas semanas. Atualmente, dois a cada dez exames têm resultado positivo. Cabeto também apontou a queda da procura assistencial nas Unidades de Pronto Atencimento (UPA). "Nós já estamos na última semana do mês e temos metade dos atendimentos do mês anterior", explica.

O gestor apresentou publicação de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) que aponta que os efeitos do isolamento social e o uso de máscaras no Ceará influenciaram a redução da mortalidade por Covid-19. "Quer dizer que a população acertou", destaca.

O último decreto, anunciado no dia 18, não teve renovações e foi prorrogado. Dentre as expectativas, segue a autorização de retorno das feiras livres e a ampliação do funcionamento do comércio - bares e restaurantes esperam que o horário seja ampliado até as 23h, enquanto hotelaria defende aumento do público em eventos corporativos para 100 pessoas. 

Ainda nesta tarde, o Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) se reúne para definir o uso da vacina Janssen em todo o Estado. Mais de 61 mil doses chegaram nessa quinta, 24.

A decisão sobre o decreto na última sexta foi por prudência, conforme apontou o governador. Mesmo com a queda de atendimentos na rede de saúde, dos números de casos e de óbitos por Covid-19, a preocupação segue no Cariri. Segundo Camilo, o crescimento de casos em outros estados também foi fator para interromper a sequência de aberturas.

Até então, comércios e serviços de rua seguem funcionando das 10 às 19 horas, com 50% da capacidade. Shoppings também seguem em funcionamento das 12 às 22 horas, com limitação de 50%; medida é a mesma para restaurantes dentro e fora de shoppings.

Em todo o Estado, seguem proibidas:

- as aglomerações e circulação de pessoas em espaços públicos ou privados, como praias, praças calçadões; ressalvado o uso para prática esportiva individual, deslocamentos imprescindíveis ou acesso a atividades essenciais;

- festas e quaisquer tipos de eventos;

- funcionamento de parques aquáticos - com exceção aos associados a empreendimentos hoteleiros como o Beach Park;

- funcionamento de teatros, públicos ou privados


O Povo

Postar um comentário

0 Comentários