Operação nas rodovias federais do Ceará para o feriado começa nessa sexta




 Com o principal objetivo de evitar mortes nas estradas federais que cortam o Ceará, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia, nesta sexta-feira, 8, a Operação Nossa Senhora Aparecida 2021, nas rodovias federais do Estado. A ação ocorre até as 23h59 do dia 12 de outubro. O feriado prolongado é também marcado pelo Dia da Criança, com intenso fluxo de veículos nas estradas. Por isso, a operação fornecerá reforço do efetivo policial em todo o Estado, voltado principalmente para as fiscalizações de condutas perigosas no trânsito. A PRF não divulga números do efetivo.


No ano passado, a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020 ocorreu entre 9 e 12 de outubro. Período no qual foram registrados 27 acidentes, em que 38 pessoas ficaram feridas e três pessoas morreram.

Segundo a PRF, o planejamento Operação Nossa Senhora Aparecida 2021 levou em consideração informações estatísticas do número e da gravidade de acidentes rodoviários para traçar os trechos mais críticos no território estadual para onde serão direcionados os esforços na prevenção de acidentes.

Ainda de acordo com a PRF, as equipes estarão atentas, sobretudo, àquelas atitudes mais perigosas realizadas por motoristas e motociclistas: ultrapassagens forçadas ou proibidas, falta do uso de capacete e do cinto de segurança, embriaguez ao volante e desrespeito ao período legal de descanso dos caminhoneiros.

A PRF também deve direcionar policiais para ações de combate à criminalidade durante todo o feriadão. Os policiais rodoviários federais realizarão o policiamento ostensivo das rodovias e o patrulhamento de áreas importantes para a repressão ao crime. O objetivo é de aumentar a percepção de segurança dos usuários que utilizarão as rodovias federais nesse período.

Além das ações de fiscalização, a PRF também promoverá comandos educativos com o objetivo de sensibilizar os condutores, passageiros, motociclistas, ciclistas e pedestres sobre a importância da segurança no trânsito.

Com informações do O Povo.

Postar um comentário

0 Comentários