Creta e HB20 ficam mais caros; hatch 1.0 já passa dos R$ 100.000





Novembro pode ser considerado um bom mês para a Hyundai. O HB20 ficou entre os entre os 10 veículos mais vendidos do Brasil, enquanto o Creta foi o SUV mais emplacado — e sabemos como esse segmento é disputado. Porém, o mês de dezembro será de novo aumento nos preços dos carros da marca, com reajustes que passam de até R$ 3.000

Começando pelo hatch, todas as suas versões ficaram mais caras. A variante de entrada, Sense, subiu R$ 1.700 em relação a tabela de novembro, custando agora R$ 67.390. Já a versão Vision, que antes custava R$ 68.790, teve aumento de R$ 1.800, saindo agora por R$ 70.590. A Evolution, mais equipada entre as versões com motor 1.0 aspirado, passou dos R$ 72.890, para R$ 74.790.

Entre os modelos HB20 com motor turbo, destaque para a versão topo de linha Platinum Plus que, com o aumento de R$ 3.000, agora passou a marca dos R$ 100.000, chegando a R$ 100.290. Isso faz com que ela seja mais cara que seus rivais diretos, Fiat Argo, Volkswagen Polo e Chevrolet Onix que tiveram vendas melhores em setembro

Entre as versões mais baratas equipadas com o 1.0 TGDI, a Platinum agora custa R$ 85.890, com caixa de câmbio manual, e R$ 92.090, com transmissão automática. Por último, o mais esportivo entre os HB20, o Sport, teve seu preço reajustado em R$ 2.500, subindo para R$ 95.690.

O sedã HB20S, seguiu a mesma tendência e teve aumento em todas as suas versões. O HB20S Platinum Plus foi o que teve maior reajuste entre as quatro disponíveis, ficando R$ 3.100 mais caro. Agora, quem quiser levá-lo pra casa terá que desembolsar R$ 103.690.

As variantes Vision (R$ 75.090) e Evolution (R$ 79.190) tiveram aumento de R$ 1.900 e R$ 2.000 respectivamente. Já a Platinum com câmbio manual (R$ 89.790) subiu R$ 2.200, enquanto a versão com transmissão automática (R$ 92.090) teve aumento de R$ 1.600.



Preços do Hyundai Creta

Depois de mudar o visual, o Creta assumiu pela primeira vez a liderança entre os SUVs, com 6.099 emplacamentos. Porém, ele terá a difícil missão de repetir o feito com um preço mais elevado.

As versões com motor 1.0 turbo, Comfort (R$ 113.990), Limited (R$ 128.490) e Platinum (R$ 144.490), tiveram respectivos aumentos de R$ 1.000, R$ 2.000 e R$ 2.500 em relação a tabela do último mês.



O maior reajuste ficou por conta da versão Ultimate, equipada com motor 2.0 flex aspirado. Agora custando R$ 160.490, o Creta topo de linha está R$ 3.000 mais caro do que em novembro, quando era vendido por R$ 157.490.

O HB20X, versão aventureira do HB20, foi o único modelo da marca que manteve com os preços inalterados. Contudo, terá o atual motor 1.6 de 130 cv trocado pelo 1.0 turbo de 120 cv nas próximas semanas. 

Quatro Rodas

Postar um comentário

0 Comentários