Giuliano Eriston cita surpresa ao se ver na Final do 'The Voice Brasil'




Giuliano Eriston demorou para se ver como cantor e agora mostra sua surpresa e animação diante da grande Final do The Voice Brasil. Ele conta como o programa o ajudou nesse sentido e fala das diferenças que sentiu desde começou a jornada.

"Honestamente, tinha problemas em me apresentar como cantor às pessoas, agora já sinto mais segurança ao fazer isso, porque o programa me dá um bom respaldo para me julgar um cantor 😅", explica, divertido.

"O sentimento de estar na Final é de surpresa! Desde o começo não pensei que o tipo de voz que tenho fazia parte do perfil que normalmente aparece no programa, portanto cada etapa passada era um susto! Ao mesmo tempo, foi bom porque vivi um momento de cada vez, me dedicando em dar meu melhor."

O cantor vibra com as pequenas vitórias conquistadas nesse passo a passo e já começa a visualizar novos planos e projetos pós-programa.

"Pretendo dar uma virada na minha carreira e finalmente realizar o sonho de mostrar minhas composições e minhas ideias musicais para um público maior, e também realizar um feat. com Caetano Veloso".

A seguir, alguns destaques do papo com Giuliano:

Quais desafios pessoais você enfrentou até chegar aqui?

"O de estar no palco sozinho, sem o violão no peito, sem saber o que fazer com os braços… Foi algo que tive que lidar sozinho nas primeiras etapas e foi imensamente desafiador, mas felizmente, nas últimas etapas tive o auxílio maravilhoso da Caroline Monlleo [preparadora cênica], que me ajudou a lidar com o processo de converter minha emoções em gestos e finalmente dar significado aos meus braços e ao meu corpo, e também tive o auxílio luxuoso do grande Zé Luiz Mazzioti [cantor] que me trouxe preciosos insights sobre minha presença no palco."

Qual a maior lição que você aprendeu com seu técnico?
"Que, independente do estilo musical, o mais importante é potencializar a própria essência para que reverbere no público o que a gente está sentindo."

Cite o momento mais emocionante e o mais difícil da sua trajetória no programa:
"O mais difícil foi lidar com as críticas nas redes sociais especialmente na Batalha dos Técnicos, acho que as pessoas levam muito a sério uma competição que é muito subjetiva e não tem parâmetros claros a que se basear para definir quem é o melhor, mas isso mexeu um tanto comigo e acredito que com muitos participantes.

O momento mais emocionante foi quando soube do resultado da primeira etapa ao vivo, antes dessa semifinal. Eu estava muito feliz com minha interpretação, mas fiquei muito surpreso em saber que tinha sido escolhido. Todo peso da responsabilidade com as pessoas que tinham me apoiado e expandido a campanha da votação foi honrado e virou uma explosão de felicidade dentro da mim."

GShow

Postar um comentário

0 Comentários