Ceará: Em cuidados paliativos, paciente realiza desejo de ir à praia: 'amo o mar e minha família'





Na correnteza, do mar e da vida, somos levados por caminhos incertos. Em alguns pontos, fica em questão: qual o sentido? O de Izabel Loiola, de 48 anos, segue no rumo de compartilhar o tempo com a família tendo o mar como cenário.

A paciente, em cuidados paliativos por um tipo de leucemia sem cura, deixou o leito do hospital por algumas horas para encontrar parentes vindo do interior e de outros estados na Beira Mar na tarde desta última terça-feira (8).

Ainda no local onde está internada desde dezembro, Izabel agradeceu à equipe de médicos, enfermeiros, técnicos e psicólogos antes de entrar na ambulância. Cercada do amor que ressalta em suas palavras, destacou a importância da ida ao mar.



Esse é um dos momentos mais felizes da minha vida, porque eu amo o mar, amo minha família e o carinho de pessoas que cuidam de mim e que eu nem pensava que gostavam tanto de mim

Izabel Loiola

Paciente

“As vezes eu estava tão cansada, porque todo dia é igual no hospital e eu dizia ‘quero tanto ir para a praia, me deixem ir’, aí na segunda internação, quando eu terminei a quimio, peguei Covid”, lembra. O pedido, ainda que complexo, não foi esquecido pela equipe.

Como surpresa, o médico Yuri Nassar contou que o desejo constantemente compartilhado na rotina do tratamento se tornaria real. “Dr Yuri disse: ‘Izabel estou achando você muito triste. Tenho uma surpresa: vamos te levar para a praia’”, relata sobre o que ouviu.

Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários