Ministério Público apura suposta prática de venda de notas fiscais em Santana do Acaraú.





A denúncia foi apresentada pela internet e usou e-mail de um engenheiro da cidade, que contestou a veracidade da autoria, a prefeitura nega qualquer irregularidade

O Ministério Público do Ceará, através da Promotoria de Justiça de Santana do Acaraú, abriu procedimento através de uma notícia de fato para apurar supostas práticas de venda de notas fiscais envolvendo uma empresa de Massapê e prefeituras da região noroeste do Ceará entre elas: Camocim, Irauçuba, Martinópolis, Miraíma, Morrinhos, Santana do Acaraú e Uruoca.

Segundo o denunciante a empresa CNT Construtora Nova Terra estaria supostamente vendendo notas fiscais para as prefeituras denunciadas, além da empresa não ter condições técnicas para executar as obras e estaria terceirizando os serviços.

A denúncia foi feita através de um e-mail supostamente falso e utilizou o nome do engenheiro de Santana do Acaraú, Francisco Diego Araújo Sousa, o engenheiro emitiu uma nota pública, informando que desconhece a autoria da denúncia e que o e-mail utilizado é falso, “De certo, em toda e qualquer profissão, criamos laços de afeto e desafeto, entretanto, beira ao absurdo uma pessoa criar, forjar, fraudar uma denúncia a fim de prejudicar uma empresa, macular o caráter de um Prefeito e em paralelo, causar desconforto na minha vida pessoal e profissional”, disse o engenheiro na nota.

Já o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Santana do Acaraú, Cícero Meceu Carneiro Rodrigues, disse que a atual gestão pagou duas medições de projetos que estavam em execução da gestão anterior e que a prefeitura não tem conhecimento de nenhuma suposta prática de venda de notas fiscais da empresa.




Com informações Amics TV

Postar um comentário

0 Comentários