Piloto de rally morreu após infarto, diz Perícia


O piloto de rally Daniel Santos, 36, que foi encontrado morto em Granja, na Região Norte do Estado, durante participação no Rally Cerapió sofreu um infarto agudo no miocárdio antes de morrer. A informação tem como base o laudo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), concluído nesta sexta-feira (4), mas divulgado na manhã desta terça (8)

O piloto foi encontrado morto na localidade de Fazenda Velha, no distrito de Ibuguaçu, no município, no último dia 28 de janeiro. Ainda de acordo com a Pefoce, ao ser localizado, o corpo de Daniel foi encaminhado para o Núcleo de Perícia Forense da Região Norte, em Sobral, e passou por exames cadavéricos realizados pela equipe do Núcleo de Tanatologia Forense (Nutaf) da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel).

Durante a avaliação macroscópica, ou seja, a olho nu, não foram encontradas lesões que justificassem a causa da morte

No detalhamento, foi detectada uma mudança no coração e lesão cardíaca provocada por um infarto agudo do miocárdio. O laudo do Nupaf foi anexado junto ao laudo cadavérico e encaminhado para a investigação do caso.

O laudo foi enviado para a Polícia Civil, que seguirá com o inquérito.

Diario do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários