Ceará: Estudo vai mostrar disponibilidade de grafita, urânio, lítio e fosfato



 


A parceria firmada entre o o Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) e o Governo do Estado vai mostrar a disponibilidade o potencial mineral do Ceará.

Por meio de um estudo, com duração de 12 meses, será possível jazidas em diversas regiões cearenses.

O Estado pode avançar nas análises de fosfato e urânio em Santa Quitéria, além de levantamentos que mostram a presença de lítio em Solonópole.

Nos municípios de de Deputado Irapuan Pinheiro, Piquet Carneiro, Solonópoles, Canindé e Itapiuna, haverá pesquisas para identificar a ocorrência de grafita, além de levantamentos sobre granulados marinhos.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários