Governo Bolsonaro apresentará proposta para reduzir aumento da conta de luz no Ceará




O governo Bolsonaro anunciou que, nos próximos dias, irá apresentar uma proposta para reduzir o tamanho do aumento da conta de luz no Ceará. A decisão vem após reunião entre o deputado federal Domingos Neto (PSD), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, representantes da Aneel, lideranças partidárias e integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Ceará (OAB-CE).

A reunião aconteceu na Residência Oficial da Câmara Federal, em Brasília. Ao final do encontro, Domingos Neto disse que até a semana que vem será apresentadas ideias que preveem diminuir o impacto do novo reajuste na tarifa elétrica para os cearenses. Caso contrário, a Câmara votará o PDL 94/2022 de sua autoria que susta o reajuste.

“O presidente Arthur Lira foi muito incisivo e disse que, até a próxima semana, o Ministério de Minas e Energia deverá apresentar as propostas que farão a redução da energia. Caso não aconteça, votará o Projeto de Decreto Legislativo que susta o reajuste e, inclusive, amplia o projeto para outros estados. Os reajustes estão acontecendo não apenas no Ceará. Tenho a convicção que Câmara será protagonista na resolução desse problema”, disse Domingos Neto.

Desde o final de abril, a conta de luz dos cearenses aumentou em média 24,88%. O reajuste nas cobranças feitas pela Enel Ceará foi aprovado pela Agência Nacional daEnergia Elétrica (Aneel) em reunião extraordinária no dia 19 mês passado. Os percentuais variam conforme a faixa de consumo e variam de 24,18% a 25,12% de encarecimento.

Alta representa mais do que o dobro do percentual esperado peloSindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia) que estimava de 11%.


O Povo

Postar um comentário

0 Comentários