Polícia Federal vai investigar a morte de dois PRFs na BR-116



 


A @policiafederal ficará responsável pela investigação da morte de 2 policiais rodoviários federais alvejados na manhã desta quarta, 18.                                

 Conforme a SSPDS, equipes das Polícias Civil do Estado do Ceará (PC-CE), da PMCE, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e da Perícia Forense (Pefoce) estão no local e realizam os procedimentos sobre o fato. Já os procedimentos de polícia judiciária acerca do caso ficarão a cargo da PF.  Trecho teve trânsito bloqueado e o fluxo de veículos permaneceu intenso durante toda a manhã.

O que se sabe sobre a morte dos PRF

Na manhã desta quarta-feira, 18, os dois agentes estavam orientando o trânsito na BR-116 quando foram abordar um homem que transitava pelo local e foram atacados por ele. As motivações do crime, bem como a identidade do autor dos disparos e a arma utilizada, ainda são desconhecidos. 

Vídeo registrado por uma pessoa que passava pela via no momento dos tiros mostra um homem de blusa cinza atirando nos policiais no acostamento da rodovia. O autor dos disparos foi morto momentos depois por um policial que estava de folga.

No local, o inspetor da PRF Márcio Moura explicou que a dupla de policiais estava "sinalizando um veículo que estava em pane na BR-116". Ele afirma ainda que o autor dos disparos já circulava pela área. "Uma cidadã chegou até os policiais e pediu que retirassem o homem que estava atrapalhando o trânsito; um trânsito que já estava pesado devido à pane desse caminhão que estava na faixa central da BR-116", aponta.

Segundo Moura, "os policiais, de forma muito cortês e educada, foram conduzir o rapaz até fora da rodovia". "Foi quando o rapaz atacou os policias", finaliza.

O PRF Márcio Helio Almeida de Souza tinha 15 anos na instituição. Ele nasceu em Baturité/CE, e atuou em diversos setores da PRF, com lotação no Ceará e em Roraima. Márcio era casado e deixa um filho.

O PRF Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho ingressou na PRF em 2005. Ele é natural de Viçosa/CE, e atuou nos estados do Maranhão, Roraima e Ceará. Raimundo era casado e deixa duas filhas.


O Povo

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Eu conhecia o policial Raimundo Bonifácio Filho. Meu vizinho de infância. Super inteligente, dedicado a família, os pais e irmãos estão devastados, a nossa rua e todos os vizinhos estão abalados e muito tristes com isso. Ele batalhou muito para chegar onde estava. Que dia triste.

    ResponderExcluir

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor, e não expressam necessariamente a opinião dos editores do blogger