Projeto São José Jovem: sancionada lei que regulamenta incentivo às juventudes rurais



 


A governadora Izolda Cela assinou, nesta terça-feira (17), a lei de incentivo às juventudes rurais – São José Jovem – por meio do Projeto São José da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA). O texto da nova política pública prevê o financiamento de projetos produtivos no meio rural.

A governadora Izolda Cela destacou que o Estado não mede esforços para apoiar e melhorar o acesso dos produtores da agricultura familiar (incluindo mulheres, grupos vulneráveis prioritários e jovens) a mercados, possibilitando uma fonte sustentável de renda, promovendo a autonomia econômica e social das juventudes rurais de base familiar, através do apoio ao desenvolvimento de empreendimentos econômicos agrícolas e não agrícolas no meio rural.

“O São José Jovem vai repercutir no processo de formação dos nossos jovens uma vez que vai expandir suas visões com relação a sua ação. É importante que jovens possam alimentar seus sonhos em seu ambiente no meio rural, tendo uma perspectiva de desenvolvimento deles, inclusive, profissional. Desejamos sempre melhor qualificação, melhores condições de trabalho do que o que os seus pais têm, do que os seus antepassados tiveram”, ressaltou a Governadora do Ceará.

Batizado de São José Jovem, a iniciativa foi lançada em julho do ano passado e investirá R$ 4,5 milhões em projetos produtivos com a marca da autoria de jovens do campo. Foram selecionados 400 projetos entre os 1.736 jovens inscritos, dos quais 1.280 enviaram suas Manifestações de Interesse e participaram das etapas de análise de Formulário e Vídeo com apresentação das propostas.

A lei regulamenta a promoção da autonomia econômica e social das juventudes rurais de todo o Ceará, através do apoio ao desenvolvimento de empreendimentos econômicos agrícolas e não agrícolas, cujo objetivo é promover ganhos para sua comunidade. Outra intenção da política pública é o cumprimento dos termos do Acordo de Empréstimo firmado entre o Governo do Ceará e o Banco Mundial.

Para o gerente do Projeto São José, Lafaete Almeida, os jovens encontram apoio junto ao Executivo para crescerem em seus lugares de origem por meio do desenvolvimento de suas atividades. “É uma ação inovadora, principalmente porque acolhemos suas sugestões a partir de vídeos e não de papéis. Inicialmente vamos garantir esses projetos, mas fica a contribuição para o Ceará de que identificamos 1.280 negócios de juventudes e que no futuro possam dar continuidade com seus projetos”, destacou.

De acordo com a secretária da SDA, Ana Teresa, a ação converterá em efetividade os sonhos dos jovens rurais. “Todos estes sonhos serão iniciados, sairão do papel, com o aporte financeiro. A gente fica muito feliz. Gostaria de, em nome da SDA, em nome do São José, agradecer o apoio a esses jovens”, comentou a gestora.

(*) Com informações Governo do Ceará

Postar um comentário

0 Comentários