Praia Bitcoin Brasil doa carteiras de papel para crianças da Escola Municipal de Jericoacoara




 

A ONG sem fins lucrativos Praia Bitcoin Brasil realizou sua primeira ação de distribuição de carteiras de bitcoin em uma escola pública de Jericoacoara, que foi divulgada na última sexta-feira nas redes sociais.

O projeto, que tem a missão de incentivar uma economia circular de bitcoin na praia de Jericoacoara, no Ceará, revelou o resultado de uma ação que já era anunciada desde o começo do mês.

Rodeado de diversos outros voluntários da ação social, o músico Fernando Motolese distribuiu mais de 400 carteiras de papel (cada uma com mil satoshis, cerca de R$ 1,20 em BTC), além de camisetas, garrafas d’água e cofrinhos para guardar moedas. O conjunto foi chamado de “Bitcoin Kit”.

De acordo com o que foi dito para as crianças da Escola Municipal de Jericoacoara, as presenteadas terão ainda oportunidades de acumularem mais satoshis conforme ajudam em atividades voluntárias.

As carteiras de papel foram escolhidas como forma de armazenar as moedas digitais em um primeiro momento, porque várias das crianças supostamente não possuem celulares.

Em conjunto, e provavelmente ainda mais valioso, estão conteúdos explicativos sobre bitcoin e educação financeira, além de recomendações práticas para as crianças economizarem dinheiro.

Conforme noticiamos em primeira mão no Cointimes, a Praia Bitcoin Brasil surgiu em outubro do ano passado na intenção de replicar a experiência bem sucedida de El Zonte, em El Salvador, que ficou conhecida como Bitcoin Beach.

Aliás, foi o projeto de El Salvador que possibilitou toda essa ação da praia cearense com uma doação de 0,1 BTC, conforme revelado em publicação no Twitter.

Cointime

Postar um comentário

0 Comentários