TSE manda redes excluírem fake news sobre Lula comprar voto com R$ 10





O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou, nesta terça-feira (6/9), que as redes sociais removam o vídeo com legendas falsas em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) parece afirmar que acredita ser possível comprar o voto de eleitores baianos com apenas R$ 10 e um sanduíche de pão com mortadela.

“O caso em exame envolve suposta propagação de desinformação, comportamento que vulnera a higidez e a integridade do ambiente informativo, valores que justificam e legitimam a intervenção corretiva da Justiça Eleitoral”, escreveu a ministra Maria Claudia Bucchianeri na decisão

Como mostrou o projeto Comprova, o vídeo exibe um trecho de um programa irlandês, veiculado em novembro de 2020. Na parte manipulada foram inventadas legendas para insinuar que a dupla de apresentadores estava ridicularizando eleitores por supostamente trocarem votos por R$ 10 ou um lanche de mortadela. Porém, o conteúdo não corresponde ao que é dito originalmente.

A ação foi movida pela Coligação Brasil da Esperança, que tem Lula como candidato, contra os responsáveis por sete perfis no YouTube e no Kwai.

“O caso, portanto, é de grave descontextualizacão discursiva que subverteu e desvirtuou por completo o conteúdo da mensagem divulgada, com aptidão para induzir os eleitores e as eleitoras a erro”, acrescentou Bucchianeri.

Metropoles

Postar um comentário

0 Comentários