Ceará tem 95% da sua malha viária estadual pavimentada em níveis adequados para tráfego



 


O Levantamento Visual Contínuo (LVC) 2022, monitoramento de defeitos de superfície de pavimento executado anualmente pela Superintendência de Obras Públicas do Ceará (SOP), atesta que a malha viária estadual atingiu sua melhor condição dos últimos 20 anos. Dos 8.877,11 km que compõem a extensão de CEs pavimentadas nos 184 municípios cearenses, 95,11% estão com a pista em nível bom ou regular.

Isso representa 8.443,02 km de pavimento em estado de conservação adequado por todo o Ceará. “O resultado de 2022 ainda é mais relevante se considerarmos que, para o usuário comum de rodovias, o conceito regular atestado no LVC também configura rodovias com boas condições de trafegabilidade, sem nenhum defeito considerado grave, como buracos”, detalha Quintino Vieira, titular da SOP.

Esta edição do LVC aponta que os 81,97% da malha viária enquadrados no conceito bom em 2022 é o melhor patamar já alcançado neste nível, que é o mais alto do Levantamento. Na comparação com o ano anterior, o salto é de 413,05 km – ou 2,27 pontos percentuais.

Em conceito regular, estão 13,14% da malha estadual pavimentada (1.166,45 km). Em condições ruins, o Levantamento identificou 4,49% (398,58 km) do pavimento das CEs; e 0,40% (35,51 km) aparecem em nível péssimo.

A melhoria das condições de trafegabilidade nas rodovias estaduais é um compromisso contínuo. Na comparação entre 2019 e 2022, o avanço para o conceito bom chegou a 1.490,85 km.

Por outro lado, neste mesmo intervalo, a extensão de CEs em condições ruins ou péssimas saiu de 901,46 km para 434,09 km.

Os investimentos no programa Ceará de Ponta a Ponta têm direta relação com a melhoria das condições e do alcance das estradas estaduais. É por meio dele que são realizadas obras de duplicação, pavimentação e restauração da malha rodoviária, e também são executadas as correções de pavimento por meio dos Pacotes de Recuperação Funcional. Além disso, é realizado trabalho rotineiro de conservação, que visa evitar maiores degradações, otimizando o uso de recursos financeiros.

Além da qualidade, o Ceará de Ponta a Ponta tem como meta ampliar as possibilidades de rota rodoviária no estado, favorecendo um desenvolvimento sustentável para as comunidades e dando novas possibilidades para ir e vir nas chamadas “cidades fim de linha”, aquelas em que só há uma via de acesso.

Desde 2015, foram 3.059 km de obras rodoviárias entregues, considerando pavimentação, restauração e duplicação.

Ceará Agora

Postar um comentário

0 Comentários