Chanceler do Chile convoca sessão na OEA para tratar sobre Brasil





A ministra das Relações Exteriores do Chile, Antonia Urrejola, afirmou que convocou uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA (Organização dos Estados Americanos) para tratar a invasão às sedes dos 3 poderes em Brasília neste domingo (8.jan.2023).

“Estamos promovendo com outros países a convocação de uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA para apoiar a democracia e o estado de direito no Brasil”, escreveu Urrejola em seu perfil no Twitter.

INVASÃO AOS 3 PODERES

Por volta das 15h deste domingo (8.jan.2023), bolsonaristas radicais invadiram o Congresso Nacional depois de romper barreiras de proteção colocadas pelas forças de segurança do Distrito Federal e da Força Nacional. Lá, invadiram o Salão Verde da Câmara dos Deputados, área que dá acesso ao plenário da Casa.

Em seguida, os invasores se dirigiram ao Palácio do Planalto e depredaram diversas salas na sede do Poder Executivo. Por fim, os radicais invadiram o prédio do STF (Supremo Tribunal Federal). Quebraram vidros da fachada e chegaram até o plenário.

ANTES DA INVASÃO

A organização do movimento foi captada pelo governo federal, que determinou o uso da Força Nacional na região. Pela manhã de domingo, havia 3 ônibus de agentes de segurança na Esplanada. Mas não foi suficiente para conter a invasão dos bolsonaristas radicais na sede do Legislativo.

Durante o final de semana, dezenas de ônibus, centenas de carros e milhares de pessoas chegaram na capital federal para a manifestação. Inicialmente, o grupo se concentrou na sede do Quartel-General do Exército, a 7,9 Km da Praça dos Três Poderes.

Depois, os manifestantes desceram pelo Eixo Monumental até a Esplanada dos Ministérios a pé, escoltados pela PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal).

O acesso das avenidas foi bloqueado para veículos. Mas não houve impedimento para quem passasse caminhando.

Durante o dia, policiais realizaram revistas em pedestres que queriam ir para a Esplanada. Cada ponto de acesso de pedestres tinha uma dupla de policiais militares para fazer as revistas de bolsas e mochilas. O foco era identificar objetos cortantes, como vidro e facas.

CONTRA LULA

Desde o resultado das eleições, bolsonaristas radicais ocuparam quartéis em diferentes Estados brasileiros. Também realizaram protestos em rodovias federais e, depois da diplomação de Lula, promoveram atos violentos no centro de Brasília. Além disso, a polícia achou materiais explosivos em 2 locais da capital federal.




Poder 360

Postar um comentário

0 Comentários