Homem mata ex-esposa e amante e tenta se vingar de ex-sócio em Iguatu, no interior do Ceará




 Um homem de 60 anos foi preso após matar a ex-esposa e a amante nesta segunda-feira (23) em Iguatu, no Centro-Sul do Ceará. Ele matou a ex com um tiro, e ela faleceu no local. Já a segunda vítima, alvejada com três disparos, chegou a ser hospitalizada, mas não resistiu aos ferimentos, segundo informações da Delegacia Regional do município. 

Após ferir as mulheres, Cícero Roberto da Silva, de 60 anos, foi até onde se encontrava um ex-sócio com quem ele havia rompido relações e atirou duas vezes na direção dele, que conseguiu correr. Ele classificou os crimes como "vingança", 


Conforme o delegado titular de Iguatu, Weslley Alves, o atirador e a vítima que morreu, identificada como Antônia Evilene Fernandes, 47 anos, se separaram há cerca de uma semana, após um casamento de 30 anos. O homicídio ocorreu na manhã desta segunda no Loteamento Mirante, onde a mulher passou a morar após a separação.

DISPUTA POR BENS 

Após ser preso, Cícero confessou o crime e informou que o ex-casal estava no meio de uma disputa de bens. A relação entre eles estava conturbada. "Ele disse que foi um momento de loucura e decidiu 'se vingar'", comentou o delegado Weslley. 

No caso da amante, de 44 anos, o homem disse que ela estava "cobrando muito" ele. Cícero foi atrás da vítima na casa dela, no bairro Areias. 

A última ocorrência foi no bairro Coab, onde estava o ex-sócio. que tem 34 anos. Após o homicídio e as tentativas, o homem fugiu e se escondeu em um sítio na zona rural de Iguatu. 

De acordo com delegado Weslley Alves, no ato da prisão foram apreendidas tanto a arma que ele usou nos crimes quanto uma quantidade em munição, além de dois celulares e uma motocicleta. O homem não ofereceu resistência à prisão. 

AUTUADO POR FEMINICÍDIOS

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o homem foi autuado por dois feminicídios e uma tentativa de homicídio, bem como porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

 A Delegacia de Defesa da Mulher de Iguatu seguirá investigando o caso. Cícero possui antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo, furto e contravenção penal.

Ainda conforme a SSPDS, atuaram na ocorrência a Polícia Militar do Ceará (PMCE), a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Diario do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários