Marcos do Val pedirá afastamento e prisão do ministro da Justiça, Flávio Dino




 

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) afirmou ontem, sexta-feira (13), que vai pedir o afastamento e a prisão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, pelos ataques de manifestantes extremistas às sedes dos Três Poderes, em Brasília, no último domingo (8).

Marcos do Val publicou um documento que, segundo ele, prova que o chefe da pasta e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tinham conhecimento das manifestações e "deixaram a tragédia acontecer". O R7 tenta contato com a assessoria de comunicação do ministro.

Um ofício em nome de Flávio Dino e direcionado ao governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), avisa que a Polícia Federal identificou uma movimentação "intensa" de pessoas "inconformadas com o resultado das eleições" e que essas pessoas estariam se organizando, em caravanas, em direção a Brasília.

"Sugerimos a Vossa Excelência a atuação da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal no sentido de bloquear a circulação de ônibus de turismo no perímetro compreendido entre a Torre de TV e a Praça dos Três Poderes nos dias 8 e 9 de janeiro de janeiro de 2023", diz um trecho do ofício.

Interdição

Esplanada dos Ministérios amanheceu fechada no sábado (7/1) que antecedeu os atos. As vias S1, a partir da Rodoviária, e N1, da altura da L4 Norte ao Teatro Nacional, foram interditadas com a ajuda do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) para receber os manifestantes.

Ainda no sábado, o ministro se manifestou nas redes sociais sobre as ameaças de atos violentos.


R7

Postar um comentário

0 Comentários