MP vai recorrer de decisão que autorizou Suzane von Richthofen a sair da cadeia



 


O Ministério Público de São Paulo (MP) vai recorrer da decisão que autorizou Suzane von Richthofen a sair da cadeia. A informação foi confirmada pelo próprio órgão ao site da Jovem Pan nesta quinta-feira, 12. O caso está sob sigilo.

Ela foi solta na última quarta-feira, 11, do presídio do Tremembé, no interior de São Paulo. A decisão de tirá-la do presídio partiu da  2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté. Ela foi condenada a 39 anos e seis meses de prisão pelo assassinato dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002. O caso chocou o país na época, quando ela tinha apenas 19 anos.

Além dela, dois homens também foram presos por participação do crime: Daniel e Cristian, os irmãos cravinhos. As vítimas foram mortas a pauladas. Os três confessaram que planejaram matar as vítimas e foram presos. Suzane conquistou o regime semiaberto em 2015 e começou a ter permissão para deixar a cadeia em saídas temporárias, que dá direito a sete dias em liberdade.

A primeira vez que Suzane usou do benefício foi em março de 2016, na saída de Páscoa. Ela também saiu do presídio em outras duas oportunidades. A última foi em setembro do ano passado.

Jovem Pan

Postar um comentário

0 Comentários