Robinson de Castro avisa que vai renunciar ao cargo de presidente do Ceará



 


O presidente Robinson de Castro, do Ceará, comunicou aos aliados e diretores que renunciará ao cargo após resolver últimas pendências. A pressão da torcida, com campanha de público zero e protestos nas arquibancadas, com ameaças de morte ao dirigente, corroboram com processo de renúncia do mandatário, que avaliava a possibilidade desde o final da temporada, com o rebaixamento do clube à Série B. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Mário Kempes e confirmada pelo Diário do Nordeste.

Robinson de Castro resolveu, recentemente, questões com investidores que o afastavam da decisão. Resolvidas as pendências, a renúncia deve acontecer nos próximos dias. O vice-presidente Carlos Moraes deverá assumir o posto por 90 dias, até a realização de novas eleições.

Robinson de Castro está à frente do clube desde 2015, após Evandro Leitão renunciar ao cargo. Em dezembro de 2021, com 225 votos, foi reeleito para o triênio 2022-2024.

Diario do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários