População de Itapipoca pode adquirir produtos agroecológicos sem sair de casa




Até terça-feira (25), a população de Itapipoca pode adquirir produtos agroecológicos em casa por um preço bem em conta. A segunda edição virtual da Feira Agroecológica e Solidária de Itapipoca oferta ao consumidor 45 alimentos produzidos por agricultores atendidos pelo Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador (Cetra). A lista dos produtos está disponível na página do Cetra no Instagram e os pedidos são solicitados através do número (85) 9.9630-0222.

Os produtos incluem frutas (banana, carambola, limão mexerica mamão e maracujá), bolos, doces e produtos regionais (bolos de carimã e macaxeira, cocada e tapioca), verduras (couve, cheiro verde, jerimum, macaxeira, pimenta de cheiro e maxixe) e farinhas (carimã, farinha, goma fresca e seca). O pedido mínimo é de R$ 20 e o pagamento é feito em espécie ou transferência bancária. A entrega, ou retirada na sede do Cetra, acontece no dia 28.

Na primeira edição, realizada em modo experimental, 30 consumidores geraram renda para 13 agricultores familiares e negócios da ordem de R$ 2 mil. “Nós que trabalhamos com agroecologia não paramos (durante o período da pandemia). Apesar de não podermos ter contar com o calor humano (das feiras públicas), continuamos fornecendo os produtos”, Cleoneide Barbosa, do assentamento Várzea do Mundaú, em Trairi.

“Os dois lados saem ganhando: nós (consumidores) adquirimos alimentos produzidos com muito amor e sem agrotóxicos e eles (agricultores) recebem a satisfação de atenderem a população com produtos de qualidade”, observa o professor Hamilton Teixeira. “Essa feira agroecológica é muito importante para o município e precisa ser incentivada a crescer, gerar renda para o homem e a mulher do campo e, assim, contribuímos com a economia da nossa Itapipoca”.

Apoio Institucional

A Secretaria do Desenvolvimento Agrário estimula a promoção das vendas on-line durante o período de isolamento. Além de colaborar na divulgação de uma série de iniciativas, baseadas em conceitos como delivery, drive trhu e feiras virtuais, o órgão do Governo do Ceará lançou o Portal da Agricultura Familiar como forma de fornecer uma vitrine da produção agrícola do Estado e aproximar consumidores e clientes. Nesta semana, o acesso ao Portal também passou a ser realizado pelo Ceará App.

“O Portal da Agricultura Familiar leva à população a possibilidade de um serviço onde oferta e procura se encontram num espaço virtual, possibilitando que os laços de solidariedade possam ser ampliados neste momento em que a população cearense se une no combate aos efeitos sociais e econômicos da Covid-19”, enfatiza o secretário De Assis Diniz. “Ganha o agricultor, garantindo renda para família, e ganha o consumidor, adquirindo produtos saudáveis e de qualidade”, conclui.




Governo do CE

Postar um comentário

0 Comentários