Guedes defende vacinação: “sem saúde, não há economia”





“Nós precisamos de saúde, emprego e renda. Primeiro, a saúde. Sem saúde, não há economia”, disse o ministro em vídeo divulgado na quinta-feira, 4



O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu a vacinação em massa contra a COVID-19 no Brasil.

Diferente de Bolsonaro, o ministro afirmou que em primeiro lugar vem a saúde, porque “sem saúde, não há economia.

“Nós precisamos de saúde, emprego e renda. Primeiro, a saúde. Sem saúde, não há economia”, disse o ministro em vídeo divulgado na quinta-feira, 4, ao lado do senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator da PEC Emergencial.

Para Guedes, só a vacinação em massa vai permitir manter a economia em funcionamento.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários