ANVISA não autoriza vacina Russa para o Ceará



 


A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou autorização para importação da vacina russa Sputnik V por parte de estados. Com isso, o Ceará não poderá, neste momento, concluir a compra direta de 5,87 milhões de doses do imunizante russo.

A decisão ocorreu em reunião nesta segunda-feira (26), a poucos dias do fim do prazo estipulado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e terminou por volta das 23h.

Todos os diretores votaram contra a autorização, seguindo pareceres das áreas técnicas e também o primeiro voto, do relator Alex Campos. 

Em perfil oficial no Twitter, a Sputnik V disse que "compartilhou com a Anvisa todas as informações e documentações necessárias, muito mais do que o utilizado para homologar a Sputnik V em 61 países". "Esperamos que a ciência, e não a pressão de outro país, seja usada para a tomada de decisão", publicou.

A empresa reforçou. "Prezada, Anvisa, não temos tempo a perder – deixe-nos começar a salvar vidas no Brasil. A Sputnik V foi autorizada em 61 países com uma população de mais de 3 bilhões de pessoas", diz o texto. "Salvar vidas é mais importante do que barreiras e política. Juntos somos mais fortes", complementou. 

O governador Camilo Santana (PT) disse que continuará lutando pela autorização da vacina russa Sputnik V. Em texto nas redes sociais, o gestor citou uma suposta "politização do processo". O petista afirma estranhar o veto, já que a vacina tem "eficácia demonstrada". 

Com informações do DN e Jornal Jangadeiro 

Postar um comentário

0 Comentários