Camilo libera atividades físicas individuais e mantém lockdown no fim de semana




O governador Camilo Santana (PT) anunciou, neste sábado (17), que o decreto de isolamento social vigente no Ceará será prorrogado por mais uma semana e liberou as atividades físicas individuais e em espaços públicos do Ceará. O isolamento social rígido continua aos fins de semana. As medidas passam a valer a partir de segunda-feira (19).

"Vamos manter o decreto por sete dias para avaliar com mais segurança, pois há uma pressão muito alta na procura por atendimento no Ceará. Vamos aguardar a próxima semana para avaliar o ciclo epidemiológico de 14 dias. Passa a ser autorizada as atividades físicas individuais e em espaços públicos e o isolamento rígido continua aos fins de semana", disse Camilo.

Na sexta-feira (16) o governador se reuniu com o comitê que delibera sobre as ações de combate a Covid-19 no Estado. "Toda semana o Comitê se reúne, onde nós avaliamos os números e toda semana é feito um relatório que subsidia o decreto no Ceará", disse Camilo

O atual decreto estadual, em vigor até domingo (18), permitiu a reabertura econômica de forma gradual. Com isso, setores do comércio e alimentação fora do lar podem funcionar de forma reduzida e em horários específicos. Também foi permitido que escolas da educação infantil ampliassem o funcionamento presencial para crianças de 4 e 5 anos e escolas que ofertam 1º e 2º do ensino fundamental puderam reabrir as turmas, com limitação de 35% da sua capacidade. Além disso, o Estado tem toque de recolher e fechamento de todos os serviços não essenciais durante o fim de semana.

O Ceará registra 616.022 mil casos confirmados de Covid-19 e 16.163 óbitos pela doença desde o início da pandemia, conforme dados da plataforma Integrasus, atualizada às 8h12 deste sábado.

Taxa de transmissão

O secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, também participou da live transmitida nas redes sociais.

Conforme Dr. Cabeto, há uma redução permanente da taxa de transmissão da Covid-19 em todas as regiões do Ceará. A taxa, aplicada semanalmente, tem o número 1 como margem.

"A taxa de transmissão, aplicada semanalmente, comparando essa evolução dá para ver uma tendência de queda em Fortaleza, mesmo quando comparando em reação ao número de óbitos e casos", afirma Cabeto.

Segundo o secretário, sertão central, região de Jaguaribe e litoral leste do Estado ainda tem taxa de transmissão acima de 1

G1

Postar um comentário

0 Comentários