Ceará: igrejas poderão abrir com 10% da capacidade





O governador Camilo Santana (PT) anunciou o fim do lockdown no Ceará e o início da reabertura, a partir de segunda-feira, 12 de abril (12/04), das atividades que estavam com restrições no Estado. As atividades religiosas terão liberação. Igrejas e outros locais de devoção poderão ter atividade presencial com até 10% da capacidade.

O anúncio foi feito na manhã deste sábado, 10 de abril (10/04), em transmissão ao vivo nas redes sociais. Ao lado dele estava o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto.

As atividades religiosas chegaram a ser liberadas no decreto anterior, por força de decisão do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), que proibiu governadores de restringirem totalmente as atividades religiosas. Assim, algumas igrejas em Fortaleza retomaram os cultos presenciais. A decisão, porém, foi derrubada pelo plenário na última quinta-feira, 8.

Haverá toque de recolher de 20 horas às 5 horas da manhã e, nos finais de semana, haverá lockdown - ou seja, apenas atividades essenciais poderão funcionar no sábado e no domingo. A abertura dos comércios será gradual. Algumas atividades seguirão completamente restritas.

Assim, alguns comércios abrirão das 10 às 16 horas, enquanto outros funcionarão das 12 às 18 horas, como é o caso de restaurantes. Atividades que forem liberadas poderão funcionar com 25% das atividades.

VEJA O QUE MUDA

  • O Ceará continuará em isolamento social, com toque de recolher todos os dias das 20h às 5h;
     
  • Isolamento social rígido será mantido nos fins de semana, funcionando apenas as atividades essenciais;
     
  • Passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais e de serviços com 25% da capacidade, seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo decreto;
     
  • Atividades estarão permitidas em horários diferenciados: algumas irão funcionar das 10h às 16h e outras das 12h às 18h;
     
  • Na educação, o ensino infantil, que estava liberado até os 3 anos, será ampliado, permitindo atividades presenciais para crianças de 4 e 5 anos, além do 1º e 2º ano do ensino fundamental, com 35% da capacidade;
     
  • Igrejas estarão autorizadas a receber no máximo 10% da sua capacidade;
     
  • Algumas atividades continuarão ainda sem liberação para avaliação do comitê;
     
  • Todos os espaços públicos e condomínios particulares continuarão restritos.
O Povo

Postar um comentário

0 Comentários