'Mourão atrapalha, mas vice é como cunhado: tem que aturar', diz Bolsonaro




 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou hoje a atuação de seu vice, general Hamilton Mourão (PRTB), que foi escolhido "em cima da hora" nas eleições de 2018. Segundo Bolsonaro, Mourão atrapalha "um pouco" o governo, mas faz seu trabalho e tem independência, e, por isso, é preciso "aturá-lo".

"No meu [caso], [a escolha do vice] foi feita meio a toque de caixa, mas o Mourão faz o seu trabalho, ele tem uma independência muito grande. Por vezes, atrapalha um pouco a gente, mas o vice é igual cunhado: você casa e tem que aturar o cunhado do teu lado, não pode mandar o cunhado embora", disse o presidente em entrevista à rádio Arapuan FM, da Paraíba.

Bolsonaro não confirmou se vai ou não tentar a reeleição em 2022, nem se, caso concorra, Mourão será seu candidato a vice, mas reforçou que o vice-presidente é uma pessoa "importantíssima" para conquistar a simpatia dos eleitores.


UOL

Postar um comentário

0 Comentários