Ceará: 76 cidades garantem reajuste de 33,24% do piso do magistério; seis Prefeituras oferecem índice menor





Os professores de 76 cidades do Ceará conseguiram o reajuste máximo sobre o piso do magistério. A maioria das Prefeituras desses municípios enviou às Câmaras de Vereadores, de acordo com a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), mensagem com proposta de aumento salarial de 33,24%. A relação de Prefeituras vem sendo atualizada diariamente e, a qualquer momento, pode mudar.

Em outras seis cidades – Morada Nova (6,74%), Beberibe (7%), Iguatu (10,18%), Itapipoca (25% a 28%), Maracanaú (14,5%) e Maranguape (29,68%), os professores não aceitaram o percentual abaixo dos 33,24% e, como resposta, paralisaram as atividades ou decretaram estado de greve.

MOVIMENTAÇÃO DOS PROFESSORES

O Jornal Alerta Geral, gerado pela Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza, com transmissão para outras 23 emissoras do Interior e pelas redes sociais do @cearaagora, apresenta, nesta terça-feira, a partir das 7 horas da manhã, um balanço com novas informações sobre o movimento dos professores para garantir o reajuste do piso do magistério. O Jornal Alerta Geral tem o comando do jornalista Luzenor de Oliveira e comentários políticos do jornalista Beto Almeida.

GREVE E PROTESTOS

A greve deixa sem aula, desde a quarta-feira da semana passada, estudantes da rede municipal de Maracanaú. Em Itapipoca, os professores decretaram estado de greve e, no município de Beberibe, os profissionais foram às ruas, nessa segunda-feira, e cobraram da prefeita Michele Queiroz (PL) mais sensibilidade com a qualidade do ensino.

A Federação Nacional de Prefeitos (FNP) e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) alertam que, se concedido o reajuste do piso do magistério em 33,24%, muitas prefeituras enfrentaram dificuldades financeiras. As duas entidades consideram que a portaria assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo Ministro da Educação, Milton Ribeiro, não tem base legal e recomendaram prudência aos gestores para avaliar o percentual de reajuste salarial dos profissionais de ensino.

Para a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), o novo piso precisa ser cumprido porque está assegurado pela Emenda Constitucional n° 108/2020, que disciplina a aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Prefeituras do Ceará que concederam o reajuste de 33,14%,

  1. Abaiara
  2. Acaraú
  3. Antonina do Norte
  4. Apuiarés
  5. Aquiraz
  6. Aracati
  7. Assaré
  8. Aurora
  9. Barbalha (Após anúncio, Prefeitura não enviou Lei à Câmara)
  10. Barroquinha
  11. Bela Cruz
  12. Brejo Santo
  13. Campos Sales
  14. Capistrano
  15. Caririaçu (33,25%)
  16. Carnaubal
  17. Catunda
  18. Caucaia
  19. Cedro
  20. Chaval
  21. Choro
  22. Chorozinho
  23. Crato
  24. Croatá
  25. Cruz
  26. Farias Brito
  27. Fortaleza
  28. Fortim
  29. General Sampaio
  30. Guaraciaba do Norte
  31. Hidrolândia
  32. Horizonte (33,33%)
  33. Icó
  34. Ipaumirim
  35. Iracema
  36. Irauçuba
  37. Itaitinga
  38. Itapajé
  39. Itatira
  40. Jaguaruana
  41. Jardim
  42. Jati
  43. Jijoca de Jericoacoara
  44. Juazeiro do Norte
  45. Jucás
  46. Lavras da Mangabeira
  47. Limoeiro do Norte
  48. Madalena
  49. Marco
  50. Mauriti
  51. Milagres
  52. Milhã
  53. Missão Velha
  54. Morrinhos
  55. Mulungu (33,40%)
  56. Nova Olinda
  57. Nova Russas
  58. Pacoti
  59. Pacujá
  60. Paraipaba
  61. Porteiras
  62. Potengi
  63. Quiterianópoles
  64. Reriutaba
  65. Salitre
  66. Santa Quitéria
  67. Santana do Cariri
  68. São Luis do Curu
  69. Senador Sá
  70. Tamboril
  71. Tarrafas
  72. Tauá
  73. Trairi
  74. Uruburetama
  75. Varjota
  76. Várzea Alegre

(*) com informações da Fetamce

Postar um comentário

0 Comentários