Eleições 2022: Ciro diz abrir mão da reeleição



 


Durante visita a Recife, Ciro Gomes lançou um fato novo em sua campanha ao dizer que abre mão do direito à reeleição caso seja eleito presidente da República.

O argumento“Eu vou fazer, porque ninguém confessa e os políticos não falam, mas hoje em dia quando elegem um cidadão, aqueles que querem o lugar do cidadão de presidente, ou na situação ou na oposição, trabalham diuturnamente para ele não acertar a mão”.

E explica“Porque se ele acertar a mão, ele vai ser reeleito. Então eu vou abrir mão da minha própria reeleição em troca da reforma para o país”

Ciro Gomes mantém sua busca dos eleitores nem-nem. Ou seja, nem Lula e nem Bolsonaro. “Esses 30% estão dizendo claramente que não querem nem Lula nem Bolsonaro. […] Eu tenho a resiliência. Eu já suportei o fenômeno Luciano Huck, já suportei o fenômeno [Luiz Henrique] Mandetta, já suportei recentemente o fenômeno, como é, esse juiz, como chama… Sergio Moro, que nem candidato vai ser”.

“São meteoros que a grande burguesia está tentando criar para tentar fazer um novo Collor, um novo Bolsonaro, que é a grande tragédia brasileira.”


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários