Enel suspende cobrança de provedores para instalação de equipamentos em postes



 


Durante reunião com provedores de internet na Assembleia Legislativa do Ceará, nesta terça-feira (22), a Enel Ceará recuou sobre o aumento da taxa de compartilhamento de postes de energia. A tarifa passaria em março de R$ 12,75 por poste para R$ 75,38, um aumento de quase seis vezes.

Segundo o deputado estadual Acrísio Sena (PT), que participou da reunião, das manifestações de segunda-feira e vem acompanhando o caso, será criado também um Grupo de Trabalho com representantes da Enel e dos provedores de internet, que terá participação da Assembleia Legislativa, da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) e da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), para que seja discutido e negociado a cobrança.

A reunião foi mediada pelo presidente do legislativo, deputado Evandro Leitão, e contou com a presença da assessora especial do Governo do Ceará, Janaína Farias e da diretora executiva da Abrint, Alessandra Lugato. Acrísio destacou a importância do diálogo e lembrou que a cobrança abusiva imposta pela Enel coloca em risco de falência mais de 500 empresas no Ceará.

“A cobrança pode inviabilizar a prestação dos serviços dos provedores. Além do prejuízo econômico, haverá impacto social negativo. Há um grave risco de retrocesso da inclusão digital, um serviço fundamental em tempos de pandemia”, apontou Acrísio.

(*) Com informações Assessoria de Comunicação Deputado Acrísio Sena

Postar um comentário

0 Comentários