Ator da Globo tentou salvar turista que se afogou no Buraco Azul



 


Um turista de 30 anos, morador do Guarujá, litoral de São Paulo, morreu afogado na tarde desta segunda-feira (21) enquanto nadava no Buraco Azul, atração do município de Cruz, no litoral do Ceará. Após um resgate difícil e demorado, ele chegou já sem vida à UPA de Jericoacoara.

A vítima é o técnico de manutenção de equipamentos Uilgner dos Santos Rodrigues, 30, que estava curtindo as férias no Ceará com a namorada, Beatriz Carvalho. 

No Instagram, o homem postou diversas fotos e vídeos nos stories, mostrando alguns momentos de diversão vividos antes do acidente.

O ator Bruno Miranda, conhecido pelo personagem Borat, de Amor e Sexo (Globo), estava visitando o local com a esposa, Mariana, e conta que tentou socorrer o rapaz. Em entrevista ao UOL, ele disse que o casal está em viagem de férias e que, no início da tarde de hoje, os dois decidiram visitar o Buraco Azul, atração localizada na comunidade de Caiçara, zona rural do município de Cruz, no litoral cearense, nas proximidades de Jericoacoara.

O Buraco Azul é uma espécie de lagoa que surgiu após uma escavação para retirada de areia e barro utilizados na construção da rodovia CE-182. Com as fortes chuvas que caíram sobre a região em 2019, a água, turva, acumulou na cratera e o local virou atração por causa da cor azul turquesa.

"Chegamos lá por volta do meio-dia", contou Bruno. "Eu e Mariana estávamos curtindo bastante, tiramos fotos num balanço que tem lá, estava tudo perfeito. Na hora de mergulhar, vi que a distância da plataforma de mergulho até a água era um pouco alta, perguntei a um salva-vidas se era seguro mergulhar de cabeça, ele disse que sim", afirma.

"Mesmo assim, da primeira vez, pulei em pé para testar a área. Só depois decidi mergulhar de cabeça. Depois sentei numa mesa com a Mariana para comer e foi lá pelas 13h30 que a galera toda que estava lá curtindo correu em direção à lagoa. Na hora a gente sabia que tinha acontecido algo de ruim".

O ator se aproximou também e descobriu que um turista havia desaparecido na água. Dois salva-vidas e três turistas começaram a mergulhar na água, na tentativa de encontrar o rapaz. "Quando eu vi aquela cena, não tive dúvida, me ofereci para ajudar. Eu nado desde os 3 anos, pego onda. A gente fez então um círculo de pessoas para cobrir o perímetro e começamos a mergulhar".

Bruno diz que havia uma boia na superfície da água e que ele na hora entendeu que o rapaz deve ter se soltado e afundado.

Começamos a procurar desesperadamente, da forma que a gente podia. A água tinha uns quatro metros de profundidade e eu mergulhava nos pontos onde eu estava e raspava o pé no chão de areia, tentando encontrar o cara. Mas nada de acharmos, a água é muito turva, apesar de azul, não dava para ver nada.Bruno Miranda, ator

Depois de muito tempo tentando, Bruno começou a gritar para as pessoas na borda, pedindo que encontrassem uma rede de pesca, o que poderia facilitar nas buscas. Mas não havia nenhuma rede por perto. Ele então perguntou aos salva-vidas se não haveria cilindros de oxigênio disponíveis para o resgate, mas a resposta também foi negativa.

Resgate durou 30 minutos

"Foi quando me dei conta que o local não tem a menor infraestrutura para operar turisticamente. Depois de várias tentativas de mergulhar na raça, acabei ficando exausto e pedi para outros homens que estavam lá, e que sabiam nadar, que ajudassem na busca. Somente uns 30 minutos depois, acharam o rapaz, lá no fundo".

Depois que tiraram o turista da lagoa, Bruno conta que ficou ainda mais chocado ao descobrir que o local também não possuía ambulância de prontidão. E tampouco um veículo para levar o rapaz ao hospital.

As pessoas começaram a pressionar uma empresa de táxi aéreo que opera no local, com um helicóptero, para que levasse com urgência o turista para um hospital. Mas o piloto se negava. Só quando as pessoas se revoltaram e começaram a quebrar tudo e ameaçar, ele decidiu colocar o rapaz no helicóptero e levar. Mas àquela altura ele já tinha os dedos roxos. Ele já devia estar morto.

Bruno disse que nenhum responsável pela atração teria se apresentado ou auxiliado no resgate.

Ao UOL, funcionários da UPA de Jericoacoara, para onde Uilgner Rodrigues foi levado cerca de duas horas depois do acidente, disseram que ele já chegou sem vida à unidade. E que os trâmites de liberação do corpo, que se encontra no IML da cidade de Sobral, já foram adiantados pela equipe responsável pela atração do Buraco Azul.

O UOL tentou contato com a prefeitura de Cruz, com o prefeito do município, João Muniz Sobrinho, mas até o fechamento desta reportagem, não houve resposta.

O secretário de Meio Ambiente, Turismo, Indústria e Comércio do município de Cruz, Marcelo Brandão Pessoa, disse que estaria viajando a trabalho e que ainda não havia tomado conhecimento de como realmente o acidente aconteceu. "Lamento profundamente", afirmou.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, "o caso é acompanhado pela Delegacia Municipal de Cruz, unidade da PC-CE responsável pela região.


UOL / Patrícia Calderón

Postar um comentário

0 Comentários