Sex shop vende fantasia do 'mendigão do amor'





Aproveitando da grande repercussão do caso do sem-teto que foi espancado ao ser flagrado transando com a mulher de um personal trainer no Distrito Federal, um sex shop de Belo Horizonte passou a vender nesta semana a fantasia do "mendigão do amor".

A reportagem de O TEMPO conversou, na noite desta terça-feira (29), com Isabela Soares, proprietária do Belíssima Sex Shop, que tem unidades na Savassi e na Pampulha. Ela conta que a ideia surgiu depois de uma pessoa ligar e perguntar se eles tinham fantasia de morador de rua.

"Dissemos que não tínhamos, mas que iríamos providenciar. Com a repercussão do caso do personal, pensamos que seria bom para o sex shop e para o Carnaval e fizemos o kit, que é uma peruca, um cobertor e uma cueca, que a pessoa escolhe se quer preta ou vermelha", detalha.

Ainda segundo ela, a fantasia é vendida por R$ 99,90. "Até brincamos, que é o kit fantasia do 'mendigão do amor', a preço de esmola. Para todo mundo poder comprar e sair no Carnaval ou usar dentro de casa também, para fazer uma graça, porque o mendigo está por aí, não pode dar bobeira", brinca a proprietária.

Relembre o caso

A ocorrência foi registrada em Planaltina, no Distrito Federal, no dia 9 de março. Um vídeo de circuito de segurança mostra o personal espancando o morador de rua após flagrar o homem fazendo sexo com a esposa no carro.

Na ocasião, o agressor disse que pensou que a mulher estava sendo estuprada, mas ela informou que o sexo foi consensual. O caso está sendo investigado, dentre outros motivos, porque a família alega que a mulher está enfrentando problemas psicológicos.

Alguns dias depois do caso viralizar e virar motivo de memes na internet, o personal trainer disse, em vídeo, que está preocupado com a saúde da esposa. Eduardo Alves, de 31 anos, pediu que as pessoas parem de compartilhar informações errôneas sobre a mulher.

Na gravação, ele diz que internautas estão gerando “conteúdo ofensivo contra a honra” da esposa dele, que sofreu violência sexual do morador de rua. “Diante disso, vejo que os fatos têm sido transmitidos de maneira errônea, de ambas as partes, sendo que, no momento, a preocupação deveria ser com saúde dela, até porque a mesma encontra-se internada", fala. 

Por outro lado, em depoimento prestado à Polícia Civil, o morador de rua contou que a mulher o convidou a manter relações sexuais e negou que tenha a estuprado. 

Segundo o sem-teto, a mulher teria parado o carro na rua onde ele estava e perguntado a ele: “vamos brincar?”. Então, os dois teriam começado a fazer sexo dentro do automóvel.

Mulher sofre de transtorno bipolar

Nesta terça-feira, foi divulgado que a mulher do personal trainer está passando por um “transtorno afetivo bipolar em fase maníaca psicótica”, de acordo com laudo elaborado por médicos do Hospital Universitário de Brasília.

Os especialistas apontaram que a mulher apresenta ainda "delírios grandiosos e de temática religiosa", "alteração de humor”, "alucinações auditivas" e "comportamentos desorganizados e por vezes inadequados".

O relatório demonstrou ainda que a mulher ainda tem problemas com "gastos excessivos, doação de seus pertences, resistência em se vestir e hiper-religiosidade."

A companheira do personal trainer foi internada em um hospital psiquiátrico desde que o caso veio à tona. O marido dela diz que a família tem a blindado de toda a repercussão do caso.

O Tempo

Postar um comentário

0 Comentários