Diretora de escola é indiciada por racismo e constrangimento, em Sobral





A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) concluiu, nessa sexta-feira (01), as investigações relacionadas ao inquérito policial que apurava casos de racismo cometidos por uma diretora de uma escola de ensino médio em Sobral. A suspeita foi indiciada pelos crimes de racismo e constrangimento ilegal praticados contra alunos no âmbito escolar.

As investigações foram desenvolvidas pela Delegacia Municipal de Sobral e concluíram que a diretora escolar praticou os crimes de racismo e constrangimento ilegal contra alunos da escola entre os anos de 2013 a 2021. Um Inquérito Policial (IP) por portaria foi instaurado no ano passado para investigar o caso após as vítimas se apresentarem na delegacia e registrarem formalmente as ocorrências.

Ao longo das investigações, a Polícia Civil ouviu os depoimentos de testemunhas, além da suspeita e das seis vítimas. Com os depoimentos e a coleta de informações, os investigadores chegaram à materialidade dos fatos e constataram a veracidade das denúncias. A mulher, então diretora da escola, utilizava da sua posição para humilhar as vítimas, usando, em seus ataques, elementos como raça, cor, tipo de cabelo, vestimenta e orientação sexual. O Inquérito Policial foi finalizado e apresentado ao Poder Judiciário.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o (88) 3677-4711, o número da Delegacia Municipal de Sobral.

 O sigilo e o anonimato são garantidos.

Postar um comentário

0 Comentários