Cearenses suspeitos de assaltos morrem em confronto com a PM do Piauí





Três homens naturais do Ceará morreram após trocarem tiros com policiais militares na região rural entre as cidades de Jaicós e Geminiano, no Piauí, nesta quarta-feira (18). Segundo a PM, os três eram suspeitos de cometer assaltos a veículos que passavam pela BR-407 nas últimas três semanas.

Segundo o comandante da PM de Picos, major Stanislau Felipe, os suspeitos espalhavam objetos cortantes pela pista, para furar os pneus de carros e vans e forçá-los a parar. Em seguida, abordavam as vítimas e faziam assaltos.

Além de furtar os pertences das vítimas, os criminosos teriam ainda forçado elas a fazer transferências bancárias por Pix e compras com cartões de crédito.

Os crimes teriam acontecido entre o final de abril e o mês de maio, na BR-407, no trecho de 34 km que separa as cidades de Jaicós e Geminiano.

“Eles estavam sendo monitorados há um mês. Em dias alternados, cometiam assaltos naquela área, e há relatos de ações semelhantes na região de Simplício Mendes, na semana passada. Por isso, estudamos a forma como agiam e montamos uma operação”, disse o major Felipe.

Na noite de quarta-feira (18), os policiais fizeram campana na região e conseguiram avistar o carro usado pelos suspeitos escondido na mata.

"Ficamos na espera, a viatura adentrou na caatinga e os policiais se camuflaram. Após 3 a 4 horas de espera, os indivíduos chegaram e esconderam o veículo deles”, contou o major.

Quando os policiais se aproximaram, os suspeitos teriam atirado de dentro do carro. Os policiais revidaram e conseguiram atingir os três, que faleceram. Os suspeitos são três homens do Ceará: um de 35 anos, natural de Milhã, um de 45 anos, de Fortaleza, e um de 39 anos, nascido em Pedras Brancas.

No local foram apreendidos dois revólveres, aparelhos celulares e objetos usados para furar pneus, conhecidos como miguelitos. O material foi levado para Polícia Civil de Picos, e o Instituto Médico Legal de Floriano recolheu os corpos.

G1

Postar um comentário

0 Comentários